Header Ads

Piritiba realiza primeira edição da Feira de Energias Renováveis


Empreendedores, investidores, consumidores que buscam competitividade para os pequenos negócios, produtores, empresários rurais e estudantes do Curso Técnico em Meio Ambiente e Agropecuária participaram, na última sexta-feira, 9 de novembro, da I Feira de Energias Renováveis de Piritiba.

Com realização do Instituto Tecnológico de Piritiba (ITPi), o evento contou com a parceria do Sebrae, da Prefeitura de Piritiba, por meio das Secretarias de Assistência Social e da Agricultura e Meio Ambiente, do Sindicato dos Produtores Rurais de Piritiba, Senar, Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Sicoob, Sesi e IFBA.

Para o Agente de Desenvolvimento (AD) do Município de Piritiba, Jonilson Cerqueira, as energias renováveis oferecem uma oportunidade real para a redução da pobreza energética nos países em desenvolvimento.

“A projeção para os próximos quatro anos mostram que o crescimento será mais acentuado. O relatório da Global Market Outlook 2017 mostrou que o Brasil estará entre os 10 maiores mercados de energia solar até 2021. Ou seja, o Brasil pode esperar um acréscimo de 3,8 GW de potência nesse período”, explica.

Durante o evento, o gestor do Sebrae, Osório Rebouças, realizou a palestra Soluções Sebrae, Eficiência Energética. O representante do Senar falou das possibilidades tecnológicas para a geração de energia a partir de fontes renováveis, custos de implantação, consumo e aquisição.

Já os agentes financeiros presentes ao evento (Sicoob, Banco do Nordeste e Banco do Brasil) alinharam informações e esclarecimentos sobre linhas de crédito para financiamentos voltadas à energias renováveis.

Participaram da Feira as empresas Solução Serviços e Engenharia, Lojas Ducal Ltda, Lom Solar Engenharia, Bahia Serviços e Tijolos Ecológicos. No total, o evento teve a participação de 120 pessoas dos municípios de Miguel Calmon, Tapiramutá, Mundo Novo, Jacobina e Piritiba, Centro Norte baiano.

Sobre a Feira

O evento foi idealizado com base na necessidade e considerando que a tecnologia limpa e cada vez mais barata oferece uma oportunidade real para que os investidores obtenham mais por menos. Uma rápida queda do custo das energias eólica e solar fotovoltaica está impulsando uma mudança global de energias sujas para energias limpas.

Promotor do evento, o Instituto Tecnológico de Piritiba (ITPi) é uma instituição sem fins lucrativos, apartidário, com autonomia administrativa e financeira, que busca a promoção de desenvolvimento econômico e social e de outros valores éticos universais nos termos da lei 9.790/99. 

Por Tamara Leal | Agência Sebrae de Notícias Bahia

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias não se responsabiliza pelas opiniões expostas aqui. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos.
Tecnologia do Blogger.