Header Ads

Título do Palmeiras tem festa e aplausos da torcida do Vasco


Fora de casa, o Palmeiras foi aplaudido após confirmar a conquista do seu décimo título do Campeonato Brasileiro. O jogo neste domingo teve clima festivo e de relação cordial entre a torcida palmeirense e a do Vasco da Gama, no Rio de Janeiro. O clube paulista disputava o título com o Flamengo, maior rival do Vasco.

Os torcedores locais homenagearam até a patrocinadora do Palmeiras. A dona da Crefisa, Leila Pereira, foi ovacionada em São Januário.

No intervalo do jogo, ela foi identificada em um camarote por parte dos vascaínos, que começaram a gritar o nome da empresária. Leila nasceu no Rio de Janeiro e disse que torcia para o Vasco.

"Crefisa, vem, vem, vem", gritavam os torcedores, acenando para o camarote da diretoria do Palmeiras.

"Au, au, au, Tia Leila é bacalhau", emendaram os cariocas.

Neste ano, as empresas de Leila desembolsaram cerca de R$ 80 milhões com os dois patrocínios do clube–Crefisa e FAM (Faculdade das Américas). As duas empresas ainda vão pagar um prêmio de R$ 12 milhões ao clube pelo título.

Conselheira do Palmeiras, a empresária tem ambição de comandar o clube paulista. Ele pode participar da próxima eleição, que acontecerá em 2021 Neste sábado (24), Maurício Galiotte, aliado da empresária, foi reeleito para o seu segundo mandato no comando do clube.

Do outro lado do estádio, cerca de 2.000 torcedores do Palmeiras cantavam sem parar. Eles fizeram a festa desde o início da tarde em São Januário. Os torcedores do time paulista bebiam nos bares nos arredores do estádio tranquilamente. As principais organizadas dos dois clubes são aliadas. Por isso, o clima pacífico.

O goleiro Fernando Prass foi celebrado pelos vascaínos no aquecimento antes do início da decisão. Eles o chamavam de "muralha da colina". O goleiro defendeu o clube carioca antes de jogar no Palmeiras.

O gol de Deyverson calou os torcedores vascaínos. A vantagem foi tão comemorada que os reservas praticamente atravessaram o campo para abraçar o jogador, que entrara no segundo tempo.

O técnico Luiz Felipe Scolari só comemorou o título após o apito final. Ele gesticulou durante toda a partida. Ao final, Felipão foi abraçado pelos integrantes da comissão técnica e seguiu para comemorar próximo dos torcedores.

Os vascaínos surpreenderam e aplaudiram os adversários. Em seguida, eles começaram a hostilizar os jogadores do Vasco e pediram a renúncia do presidente Alexandre Campello.

O time do Rio chega à última rodada do Brasileiro com risco de ser rebaixado. A equipe enfrentará o Ceará, domingo (2), em Fortaleza.

Com a vitória palmeirense, São Januário foi palco novamente de mais uma comemoração de um título do Campeonato Brasileiro por uma equipe paulista.

Em 2015, o Corinthians celebrou a conquista antecipada da competição ao empatar com os vascaínos, por 1 a 1. Naquela noite, o time do Parque São Jorge ainda teve a ajuda do São Paulo, que venceu por 4 a 2 o vice-líder, Atlético-MG, no Morumbi. 

Com informações da Folhapress

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias não se responsabiliza pelas opiniões expostas aqui. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos.
Tecnologia do Blogger.