Header Ads

Obras do Esgotamento Sanitário de Jacobina alcançam 60% de execução


As obras de implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) de Jacobina alcançaram, neste início do ano, mais de 60% de sua execução, um avanço significativo para este que é considerado um dos empreendimentos mais importantes da Embasa e do Governo do Estado na região. As obras consistem na execução de 53 quilômetros (Km) de rede coletora de diâmetros variados e redes auxiliares, 2,7 km de interceptor, 11 km de ramais prediais, uma estação de tratamento de esgoto, uma estação elevatória de esgoto,  linha de recalque e emissário final. O investimento total é da ordem de R$ 73,5 milhões, provenientes de recursos do FGTS/Governo do Estado/PAC II e próprios da Embasa, através de duas etapas e vão beneficiar quase 34 mil pessoas. 

“Estamos avançando bem, apesar da dificuldade em construir uma obra deste porte em uma cidade com esta topografia. A previsão é de que possamos colocar parte do sistema já em operação ainda neste ano”, afirmou a gerente de obras da Embasa, a engenheira Raíssa Marques. 

O SES de Jacobina, após entrar em operação, irá contribuir com a despoluição do rio Itapucuru-Mirim, que corta a sede do município, além de trazer mais saúde e qualidade de vida aos moradores beneficiados. Para minimizar os impactos ambientais e preservar o patrimônio cultural-histórico da cidade, a Embasa cumpriu todas as exigências durante o processo de licenciamento ambiental e realizou sondagens arqueológicas em todas as ruas consideradas históricas por onde são executados trechos do empreendimento.


Ascom Embasa