terça-feira , 27 de junho de 2017
Início / Bahia / Empresário assassinado em Salvador tinha R$7 mil dentro do carro; vídeo

Empresário assassinado em Salvador tinha R$7 mil dentro do carro; vídeo


Reviewed by:
Rating:
5
On sexta-feira, 19 de maio de 2017
Last modified:sábado, 20 de maio de 2017

Summary:

Empresário assassinado em Salvador tinha R$7 mil dentro do carro; vídeo

O empresário e engenheiro Osório Abintes Assunção, de 45 anos, foi assassinado com quatro tiros na cabeça dentro do carro dele, uma caminhonete Chevrolet S10. O homicídio aconteceu no final da tarde desta sexta-feira, 19, em período de grande movimentação de veículos e transeuntes, na avenida Octávio Mangabeira – orla da Boca do Rio, em Salvador.

Segundo o relato de testemunhas ouvidas pelas equipes policiais que atenderam à ocorrência, o carro do empresário estava parado em uma sinaleira próxima à antiga sede de praia do Esporte Clube Bahia, quando dois homens em uma motocicleta de dados não anotados encostaram ao lado do motorista.

Um deles sacou de uma arma e atirou, detalhou uma testemunha. A dupla fugiu logo em seguida na moto e, até o final da noite desta sexta, não havia sido identificada ou presa.

Veja vídeo

Os policiais apuraram que o empresário Osório Assunção tinha acabado de sair do escritório da OS Construções e Reformas (empresa da qual era proprietário), na avenida Sete de Setembro, e seguia para a residência, localizada no bairro de Ipitanga, em Lauro de Freitas, município da Região Metropolitana de Salvador.

Delegado

Conforme o delegado Líbio Otero, do Departamento de Homicídios, que nesta sexta deu início às investigações do crime, não há nenhuma dúvida de que se trata de uma execução. Na carroceria do carro foram encontrados R$ 7, 2 mil em espécie, além de algumas folhas de cheques em branco e outras assinadas.

Processos

A Polícia Civil revelou que apura se duas ações existentes na Justiça, na qual Osório figurava em uma como autor e em outra como réu, motivaram o crime.

Ele movia um processo por ameaça, e era réu em uma ação movida pela empresa RN Construtora Ltda., por causa de um terreno no condomínio Marisol 2, em Ipitanga.

Imóveis e jogo de azar

Ele morava no local há 10 anos e construiu imóveis. Um possível envolvimento dele com jogos de azar – com caça-níquel – também será investigado, diz a polícia. Sob anonimato, um amigo do empresário disse que ele estava sendo ameaçado.

Comentários:


ATENÇÃO: Os comentários são de total responsabilidade dos autores e representam a opinião pessoal de cada leitor. O Jacobina Notícias poderá retirar, sem aviso prévio, comentários ofensivos ou com xingamentos.