segunda-feira , 24 de julho de 2017
Início / Mundo / Maior gato do mundo viraliza na web e espera por recorde mundial

Maior gato do mundo viraliza na web e espera por recorde mundial


Reviewed by:
Rating:
5
On quinta-feira, 18 de maio de 2017
Last modified:quinta-feira, 18 de maio de 2017

Summary:

Maior gato do mundo viraliza na web e espera por recorde mundial

Omar tinha o mesmo tamanho que os irmãos de ninhada quando foi levado para casa por sua dona, Stephy Hirst, em 2013, na cidade australiana de Melbourne. Quase quatro anos mais tarde, porém, o felino da raça Maine Coon mede 1,20 m e pode ser o maior gato doméstico do mundo.

Depois que o gato se tornou famoso na internet, Hirst diz ter sido procurada pelo Livro Guinness dos Recordes, que teria pedido medições oficiais do animal.

O atual recordista, um gato da mesma raça, mede 1,18 m e vive na cidade britânica de Wakefield.

A australiana criou uma conta de Instagram para Omar há duas semanas – uma das fotos já foi compartilhada mais de 270 mil vezes. A fama súbita valeu ao gato diversas participações em programas de TV e reportagens na mídia impressa australiana.

“Ele não está lidando muito bem com a atenção”, disse a dona à BBC. “Esta manhã ele deu o maior piti.”

Carne de canguru

Omar normalmente levanta às cinco da manhã e come um pouco de ração antes de passar o dia pela casa. Mas seu jantar é requintado: carne de canguru, bastante comum para consumo humano na Austrália.

“É a única que ele come”, explica a Hirst.

O gato pesa 14 kg, e levá-lo ao veterinário é uma missão e tanto. E Hirst conta que precisa trancar a porta do quarto quando vai dormir.

“Ele toma muito espaço na cama.”

Omar também desenvolveu um talento para abrir portas, armários e até boxes de chuveiro.

“Nossos amigos querem vê-lo toda hora. Tem gente que não acredita que Omar é real. Até vê-lo em carne e osso.”

Representantes do Guinness em Londres disseram à BBC terem recebido um pedido de recorde para Omar. Mas Hirst afirmou que a fama não é importante para ela. E nem para o felino.

“Está mais preocupado em dormir, comer e acordar a gente à noite. Acho que ele ficaria feliz se voltasse a ser apenas um gato doméstico normal.”

O processo de reconhecimento (ou não) do recorde de Omar deve durar vários meses.

Comentários:


ATENÇÃO: Os comentários são de total responsabilidade dos autores e representam a opinião pessoal de cada leitor. O Jacobina Notícias poderá retirar, sem aviso prévio, comentários ofensivos ou com xingamentos.