terça-feira , 26 de setembro de 2017
Início / Política / ‘Nunca tive intenção de comprar triplex’, diz Lula a Moro; assista

‘Nunca tive intenção de comprar triplex’, diz Lula a Moro; assista


Reviewed by:
Rating:
5
On quinta-feira, 11 de maio de 2017
Last modified:quinta-feira, 11 de maio de 2017

Summary:

'Nunca tive intenção de comprar triplex', diz Lula a Moro; assista

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou em depoimento nesta quarta-feira (10) que seja dono do triplex no Guarujá, em São Paulo. Segundo denúncia do Ministério Público Federal (MPF), ele recebeu o imóvel como parte de propina paga pela OAS por contratos com a Petrobras. “Nunca tive a intenção de adquirir o triplex”, disse Lula ao juiz Sérgio Moro, negando ter ocultado o apartamento. “Eu não solicitei, não recebi, não paguei nenhum triplex. Não tenho”.

“Fui lá ver o apartamento, coloquei 500 defeitos no apartamento, voltei e nunca mais conversei com o Leo (Pinheiro, ex-presidente da OAS) sobre o apartamento”, garantiu o ex-presidente. Moro então questionou Lula sobre uma visita ao imóvel feita pela mulher do petista em 2014, época em que Lula diz que já havia desistido da compra do imóvel. “Eu não sabia que tinha tido visita. Não sei se o senhor tem mulher, mas nem sempre ela pergunta para a gente o que vai fazer”, afirmou Lula sobre Marisa, morta em fevereiro deste ano.

“Eu estou sendo julgado pelo que fiz no governo, pela construção de um power point mentiroso, que é ilação pura”, disse, afirmando também que quem fez o power point desconhece política e queria provar que o PT é uma organização criminosa e ele, o chefe. A fala foi em referência aos procuradores do MPF. Segundo ele, seu governo não pode ser julgado e ele já teria sido julgado duas vezes pelo povo brasileiro – quando se elegeu.

Moro perguntou sobre a rasura no documento de compra da unidade no prédio – o número 144, da unidade pela qual o casal Lula pagou, aparece escrito sobre o número 174, o do triplex. “Não sei, quem rasurou? Eu também gostaria de saber”, diz.

Lula disse que a Lava Jato é uma “caçada jurídica”. “Estou sendo vítima da maior caçada jurídica que um presidente ou político brasileiro já teve “, afirmou, já em suas declarações finais.

“É ilação pura. Aquilo deve ter sido feito, com todo respeito, por alguém que desconhecendo a política, fizeram o Power Point porque já havia tese anterior de que o PT era uma organização criminosa, que Lula era chefe que montou um governo para roubar. É uma tese eminentemente política”, afirmou ele ainda. Lula também afirmou que a acusação precisa ser feita com seriedade e provas e “não pode ser especulativa”.

O interrogatório começou às 14h18 e terminou por volta das 19h10, na primeira vez em que o petista foi ouvido como réu no processo. Agora, o MPF e as defesas podem pedir últimas diligências e, logo após, o juiz dará prazo para as alegações finais. Após essa etapa, os autos voltam para Moro, que definirá a sentença dos réus.

Lula chegou a Curitiba por volta das 10h, em um avião particular, vindo de São Paulo. Depois, foi até um escritório de advocacia, de onde saiu para a sede da Justiça Federal, chegando às 13h45. Logo depois que o depoimento acabou, ele deixou o prédio.

Protesto e apoio

Durante todo o dia, Curitiba recebeu manifestações contra e a favor do ex-presidente. Os manifestantes contrários a Lula se reuniram no Museu Oscar Niemeyer, fazendo ato que terminou por volta das 19h. Segundo a Polícia Militar, foram cerca de 100 participantes – 400 de acordo com a organização.

Já os apoiadores apareceram em quantidade mais expressiva. Eles se reuniram na Praça Santos Andrade. Foram cerca de 6 mil pessoas, muitas chegando de ônibus a Curitiba. Os organizadores estimam 50 mil participantes no ato, que contou ainda com a presença da ex-presidente Dilma Rousseff.

A Justiça do Paraná proibiu acampamentos na cidade e restringiu circulação de carros e pedestres na região da sede da Justiça Federal. A segurança foi reforçada, com cerca de 1,7 mil policiais militares atuando em toda cidade hoje.

Veja o depoimento:

Correio 24h

Comentários:


ATENÇÃO: Os comentários são de total responsabilidade dos autores e representam a opinião pessoal de cada leitor. O Jacobina Notícias poderá retirar, sem aviso prévio, comentários ofensivos ou com xingamentos.