Header Ads

Márcio Victor e Anitta arrastam multidão no Carnaval de Salvador

Com um croped e uma saia longa dourados e uma barriga de grávida fictícia, o cantor do Psirico, Márcio Victor, arrastou seu público, na noite desta sexta-feira, 10, pelo circuito Dodô (Barra-Ondina). O look, uma homenagem à diva da axé music Ivete Sangalo, ausente na folia momesca deste ano por causa da gravidez de gêmeas, chamou atenção e dominou a fala do cantor no percurso, entre uma quebradeira e outra puxada no microfone.



"É difícil, mas Ivete merece. Ela é nossa", disse Márcio de cima do trio elétrico demonstrando incômodo com a roupa feminina apertada. A reclamação foi repetida algumas vezes, mas não tirou o brilho da brincadeira, que, de uma forma ou de outra, marcou a presença de Ivete na festa.


"Estou bem menininha, bem bonitinha", brincou ele em alusão a um 'meme' que a cantora baiana costuma repetir nas suas redes sociais. Na sequência, puxou o sucesso "Toda Boa".


O público, animado com o segundo dia de festa na orla marítima, seguia as ordens do vocalista, que em 2018 disputa mais uma vez o título de Música do Carnaval com a música 'Popa da Bunda', parceria com o grupo revelação da folia, Àtttóxxa.



A música também entrou no repertório. Dali em diante, era hora das 'novinhas' quebrarem até o chão com seus microshorts jeans e um rebolado de dar inveja a qualquer dançarina profissional.



Baile funk


Quem veio logo atrás, arrastando um séquito de fãs jovens, foi o maior sucesso pop do Brasil no momento e a atração mais aguardada para o dia por alguns. A cantora carioca Anitta transformou a orla de Salvador em um verdadeiro baile funk, ao som do hit 'Vai Malandra' e de outros sucessos do seu projeto Check Mate.


Repetindo o ano passado, quando estreou na folia soteropolitana, ela trocou o Rio de Janeiro pela Bahia durante o período momesco. "Eu estou sabendo que agora a Bahia é funkeira. Quero ver isso", gritou ela, para os fãs responderem, logo na sequência, com gritos e aplausos.


Em seguida, ela surpreendeu entoando sucessos da MPB. No ritmo do R&B, cantou Tim Maia, emendou com os sambinhas cariocas de Sérgio Mendes. No entanto, o delírio do público aconteceu, de verdade, quando as músicas da cantora, com grande influência eletrônica americana, foram tocadas.


A voz de Anitta, bastante aguda, sumia no som estridente do trio elétrico, por vezes. Parecia cantar abaixo do tom da banda, que estourava os auto-falantes do caminhão de som. No itinerário da folia, porém, animou quem foi vê-la. O funk tomou conta da Bahia.


Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias não se responsabiliza pelas opiniões expostas aqui. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos.
Tecnologia do Blogger.