Header Ads

Rui Costa pede ao Gandhy elaboração de projeto para memorial do grupo

O governador Rui Costa iniciou a agenda na manhã deste domingo, 11, quarto dia do Carnaval de Salvador, com visita à sede do Afoxé Filhos Gandhy, no Pelourinho, no Centro Histórico. Este ano, o bloco afro leva para os circuitos da folia o tema “Do cais do Porto para o Mundo”.


O afoxé foi contemplado com recursos do governo do estado por meio de ações do projeto Carnaval Ouro Negro. Na ocasião, Rui Costa propôs ao presidente da entidade a criação de um memorial para contar história, “com imagens digitais, vídeos, fotografias, fantasias”, do bloco, que o governador considera como “um patrimônio cultural que pode e vai, com certeza, atrair muita visitação”, dos baianos e turistas.


“Quem visita a Bahia, o Pelourinho, precisa conhecer revisitar essa história do Gandhy. Eu pedi que o presidente apresentasse um projeto para que a gente pudesse levantar esse acervo, nas televisões, na Biblioteca Central [Biblioteca Pública do Estado], com fotografias antigas, para recontar como surgiu o Gandhy, a sua história, a sua tradição e simbologia. Com isso, acho que a gente vai botando conteúdo na história da Bahia”, disse o governador.


Segundo Rui Costa, a história do Gandhy atualmente é contada apenas de forma verbal, que, com o passar dos anos, pode se perder. “Então, é preciso que a gente materialize isso e possa transformar esse espaço num grande memorial, para quem vir curtir o Carnaval e nos visitar ao longo do ano conheça um pouco mais sobre o surgimento do bloco. O Olodum fez esse movimento, o mesmo aconteceu com o Ilê. Enfim, nós precisamos consolidar a nossa cultura, nossa história, a nossa tradição. Isso aqui é um museu vivo”.


Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias respeita totalmente seu direito fundamental à liberdade de expressão, sinta-se a vontade. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos sem aviso prévio.
Tecnologia do Blogger.