Header Ads

Campanha de vacinação contra gripe é prorrogada até 15 de junho


Quem faz parte dos grupos considerados prioritários e ainda não se imunizou contra a gripe tem até o dia 15 de junho para se vacinar. Por causa do impacto da paralisação dos caminhoneiros, a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe, que terminaria nesta sexta-feira, 1º, foi prorrogada em todo o País.

O Ministério da Saúde informou que, após o fim da campanha, caso haja disponibilidade de doses nos estados e municípios, a vacinação poderá ser ampliada para crianças de 5 a 9 anos de idade, além de adultos de 50 a 59 anos.

Somente em Salvador, 171 mil pessoas ainda precisam ser vacinadas contra a influenza. No estado, cerca de 1,5 milhão ainda não foram imunizadas. Em todo Brasil, o número chega a 18,8 milhões de pessoas a serem vacinadas, conforme balanço publicado ontem pelo Ministério da Saúde. A meta é imunizar 90% do grupo prioritário.

O público com maior cobertura, até o momento é de puérperas (até 45 dias após o parto), com 78,1%, seguido pelos idosos, com 75,2%, professores, 73,1%, e trabalhadores de saúde, 71,6%. Já o grupo com menor índice de vacinação são as crianças, entre seis meses e 5 anos, com cobertura de 49,7%.

Casos

Este ano, até 26/05, em todo o estado foram notificados 164 casos de Influenza A H1N1, com 19 mortes, conforme dados da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). Os óbitos ocorreram em nove municípios.

Salvador registrou 11 mortes. Em Apuarema, Camaçari, Irará, Lauro de Freitas, Retirolândia, Saúde, Serrinha e Vitória da Conquista ocorreu uma morte por H1N1 em cada cidade.

Ao todo, foram notificados 1.090 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com 82 óbitos. No mesmo período de 2017 foram notificados 241 casos de SRAG, com 20 óbitos. Dentre eles, 20 foram confirmados para Influenza, sendo dois casos de Influenza A H1N1 e nenhum óbito por A H1N1.

Nacionalmente, foram registrados 2.088 casos de influenza, com 335 óbitos. Do total, 1.262 casos e 218 óbitos foram por H1N1.

De acordo com o Ministério da Saúde, entre as mortes em decorrência dos vírus da influenza, a média de idade foi de 50 anos. A taxa de mortalidade por influenza no Brasil está em 0,16% para cada 100.000 habitantes.

Público-alvo

O público-alvo da campanha inclui pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses 5 anos, trabalhadores de saúde, professores e povos indígenas. Mulheres gestantes, puérpera, presidiários, funcionários do sistema prisional, além de pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais também devem receber a vacina.

A imunização está disponível nos 126 postos de saúde da capital, que funcionam de segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 8h às 17h.

Fonte: A Tarde

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias respeita totalmente seu direito fundamental à liberdade de expressão, sinta-se a vontade. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos sem aviso prévio.
Tecnologia do Blogger.