Header Ads

Salvador: Infiltração pode ter causado desabamento em Plataforma


Um imóvel localizado na rua da Esperança, no bairro de Plataforma, desabou na tarde desta sexta-feira, 29, e deixou dois adolescentes de 15 anos, identificados como Lucas e Thiago Gabriel, feridos. Uma casa vizinha  foi atingida durante a demolição do que restou do imóvel e ninguém ficou ferido. A estrutura precária e infiltrações podem ter causado o desabamento. 

“Houve  queda do teto e do primeiro andar. Eles cederam e caíram na parte de baixo da casa. Foi um problema devido à construção irregular que foi feita sem a orientação técnica de engenharia e ausência de manutenção predial”, explica o diretor-geral da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Sóstenes Macedo.

Outra família que morava no andar que desabou havia se mudado dias antes temendo que algo acontecesse. “O prédio já estava em uma situação muito complicada. O dono do imóvel tinha dito que ia mandar um pedreiro aqui, mas não mandou. Esperou o pior acontecer”, conta o tio dos jovens, Cléber Santos.  A família deve se abrigar na casa de parentes até conseguir encontrar outro lugar para morar.

O aposentado Lorival Oliveira, 72 anos, é vizinho da residência e confirma que o prédio estava em condições precárias.

“Escutei o barulho e achei até que fosse um helicóptero caindo. O que acontece é que já estava avisado. É só olhar para saber que essa casa não ia durar muito, ainda mais com essa chuva toda”, afirma o vizinho.

“Ouvi apenas o barulho. Parecia que o mundo estava acabando. Foi um susto danado. Ninguém fez nada o dia inteiro, só acompanhando o que aconteceu”, conta Marilena Oliveira, 70 anos, que há 16 mora na residência vizinha à casa que desabou. 

Marilena reclama ainda de que na região há muitos imóveis em condições precárias. De acordo com a Defesa Civil, Salvador possui 940 imóveis condenados.


Resgate

Na hora em que a parte de cima do imóvel de dois andares cedeu, a mãe dos jovens, Daniele Rabelo, estava no supermercado com o caçula David, de 11 anos. O pai dos meninos, Raimundo Nonato, estava no trabalho. 

Lucas chegou a ficar soterrado por cerca de duas horas nos escombros e foi resgatado por três equipes do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBM-BA).

O jovem foi levado por ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital do Subúrbio. Seu estado de saúde não foi informado.

Irmão dele, Thiago conseguiu escapar, pois estava no quarto da residência que não foi tão atingido pela destruição.

O adolescente foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para receber acompanhamento médico.

Apoio

Segundo a diretora da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), Juliana Portela, as famílias receberam cestas básicas, colchões e foram encaminhadas para cadastro e recebimento do auxílio-moradia, no valor de R$ 300.

Um auxílio-emergência, para ajudar a família a comprar os móveis e bens que foram perdidos, no valor de três salários mínimos, também deve ser oferecido.

A residência vizinha, que não havia sido danificada com o desabamento, teve teto e janelas atingidas pelos  escombros e vai passar por uma avaliação da Codesal para saber se vai ser necessário ser demolida.

Fonte: A Tarde

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias não se responsabiliza pelas opiniões expostas aqui. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos.
Tecnologia do Blogger.