Incêndio na garagem da Falcão Real em Jacobina gera prejuízo de R$ 18 milhões


Após o incêndio criminoso ocorrido durante a madrugada deste domingo (6), na garagem da empresa de transportes Falcão Real/São Luiz, em Jacobina, os prejuízos são contabilizados e o cenário é de muita destruição. Um vigilante que estava de plantão contou que, por volta das 2h, foi rendido e amarrado por homens armados que estavam a bordo de dois carros. Em seguida, eles atearam fogo em pelo menos 18 ônibus.

Dois motoristas que estavam descansando no alojamento da garagem também foram retirados e rendidos antes do incêndio começar. Uma motocicleta, que seria do vigilante, acabou sendo incendiada junto com os ônibus. A ação foi rápida, conforme disseram moradores, e deixou a vizinhança assustada. Várias explosões foram ouvidas enquanto os veículos eram consumidos pelo fogo. "Eu já acorde foi assustada, pensando que era barragem. Deus nos livre de todo mau", disse uma moradora ao Jacobina Notícias.


Conforme a Polícia Militar, após atear fogo na garagem de Jacobina, o grupo seguiu para a BA-131, sentido Miguel Calmon, onde tentou incendiar outro ônibus da empresa. Segundo Valdir Brito, diretor da Falcão Real, os veículos queimados representam 12% de toda a frota da empresa, e o prejuízo estimado é de R$ 18 milhões. Ninguém ficou ferido nas duas ações.

A Polícia Civil vai investigar o caso. O vídeo abaixo mostra toda a destruição.
Por Robson Guedes / Jacobina Notícias






Após o incêndio criminoso ocorrido durante a madrugada deste domingo (6), na garagem da empresa de transporte Falcão Real, em Jacobina, os prejuízos são contabilizados e o cenário é de muita destruição. Um vigilante que estava de plantão contou que foi rendido e amarrado por dois homens armados, que estavam bordo de dois carros, por volta das 3h. Em seguida, eles atearam fogo em 16 ônibus. Dois motoristas que estavam descansando no alojamento da garagem também foram retirados e rendidos antes do incêndio começar. Uma motocicleta, que seria do vigilante, acabou sendo incendiada junto com os ônibus. A ação foi rápida, conforme disseram moradores, e deixou a vizinhança assustada. "Eu já acorde foi assustada, pensado que era barragem. Deus nos livre de todo mau", contou uma moradora. Várias explosões foram ouvidas enquanto os veículos eram consumidos pelo fogo. Uma área administrativa também foi incendiada. O Jacobina Notícias tentou falar com representantes da empresa Falcão Real, mas não houve sucesso. A empresa ainda não se pronunciou sobre o caso. As investigações ficarão a cargo da Polícia Civil. Por Robson Guedes / Jacobina Notícias
Uma publicação compartilhada por Jacobina Notícias (@jacobinanoticias) em