Detentos do Conjunto Penal confeccionam máscaras para prevenção ao coronavírus


Os detentos do Conjunto Penal de Feira de Santana estão confeccionando máscaras hospitalares para a prevenção ao coronavírus, Covid -19. A iniciativa também ocorre em outras unidades prisionais da Bahia e é uma das ações do governo do estado para combater a proliferação da doença.

Os detentos do Conjunto Penal de Feira de Santana estão confeccionando máscaras hospitalares para a prevenção ao coronavírus, Covid -19. A iniciativa também ocorre em outras unidades prisionais da Bahia e é uma das ações do governo do estado para combater a proliferação da doença.

O capitão Allan Araújo, diretor do presídio, informou ao Acorda Cidade que as máscaras produzidas são direcionadas para o público interno, como presos e servidores e o excedente é distribuído para outros segmentos da sociedade, principalmente área de saúde. As máscaras são produzidas por internos capacitados nos cursos de corte e costura que acontecem na unidade e passam por rigoroso processo de higienização e cuidados.

“Já temos uma produção de mais de mil máscaras. Elas são produzidas seguindo critérios de higiene e de profilaxia e as pessoas que estão envolvidas nessa produção estão equipadas com máscaras, toucas, luvas e seguem alguns protocolos de segurança de higiene. Após essa produção, essas máscaras são encaminhadas para o setor de desinfecção que hoje em Feira de Santana é realizado no Hospital Geral Clériston Andrade. Temos uma parceria da Secretaria de Saúde (Sesab) com a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) e está sendo muito positiva”, disse.

De acordo com Allan Araújo, muitos internos estão empolgados com o trabalho de produção das máscaras e os presos que estão direcionados para essa atividade são aqueles que apresentam bom comportamento e internos que já colaboram funcionamento da unidade.

Acorda Cidade.