Juazeiro e Petrolina superam a marca de 100 vidas perdidas para a covid-19

Os municípios de Juazeiro, no Norte da Bahia, e Petrolina, no Sertão de Pernambuco, juntos, superaram a marca de 100 óbitos pela covid-19 nesta quarta-feira (22). O dado foi alcançado exatamente quatro meses após as cidades registrarem os primeiros casos da infecção causada pelo novo coronavírus.

Juazeiro, apesar de registrar uma quantidade menor de casos confirmados da doença, possui o maior número de óbitos. De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde ontem, a cidade, que agora soma 2.039 diagnósticos positivos da doença, contabiliza 54 mortes. A última, de um idoso de 68 anos que tinha Acidente Vascular Encefálico (AVE) isquêmico como comorbidade e que faleceu no domingo (19) no Hospital Promatre, foi comunicada ontem, após o resultado chegar na terça-feira (21).

Do total de mortes até o momento, 26, ou seja, quase a metade, foram anunciadas somente em julho. No mês anterior foram registradas 24, enquanto abril e maio, registraram, respectivamente, 1 e 3 óbitos.

Já a cidade pernambucana de Petrolina soma, até o presente momento, 48 mortes pela covid-19, seis a menos que Juazeiro, embora registre um número superior de infectados. De acordo com o boletim da Secretaria Municipal de Saúde divulgado, são 2.205 pessoas infectadas pela doença na cidade.

A última morte registrada pelo órgão foi informada ontem, após o resultado do exame divulgado Laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE) confirmar que o adolescente de 12 anos, que faleceu no último dia 16 na cidade, estava com a covid-19. A secretaria informou que aguarda o resultado do material biológico que foi coletado de um homem de 73 anos que faleceu na noite da terça-feira (21) em um hospital da rede pública, e que foi notificado como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

Dessa forma, juntas, Juazeiro e Petrolina somam, até o presente momento, 102 vidas perdidas vítimas desde o início da pandemia da covid-19.

Taxas de mortalidade baixas

Apesar disso, os municípios estão as cidades nordestinas com mais de 200 mil habitantes que possuem as menores taxas de mortalidade pela infecção causada pelo novo coronavírus. Considerando os 29 municípios com esse perfil na região, a cidade pernambucana aparece em 2º lugar no ranking da taxa de mortalidade, com 13,4 óbitos a cada 100 mil habitantes, enquanto o município baiano está em 5º lugar, com 23,9 mortes por 100 mil.

1º Vitória da Conquista (BA): 10,2 por 100 mil
2º Petrolina (PE): 13,4 por 100 mil
3° Feira de Santana (BA): 18,5 por 100 mil
4º Camaçari (BA): 19 por 100 mil
5º Juazeiro (BA): 23,9 por 100 mil
6° Parnamirim (RN): 41,3 por 100 mil
7° Itabuna (BA): 42,5 por 100 mil
8º Campina Grande (PB): 50,6 por 100 mil
9° Salvador (BA): 55 por 100 mil
10° Mossoró (RN): 55,5 por 100 mil

Já no ranking das cidades com mais de 200 mil moradores e que registram os menores números de óbitos na região Nordeste, Petrolina aparece em 2º lugar, com 47 mortes e Juazeiro em 3º, com 53. O ranking considerado os dados contabilizados até a terça-feira (21).

1º Vitória da Conquista (BA): 35
2º Petrolina (PE): 47
3º Juazeiro (BA): 53
4º Camaçari (BA): 57
5º Itabuna (BA): 94
6° Parnamirim (RN): 108
7° Feira de Santana (BA): 114
8° Arapiraca (AL): 148
9° Mossoró (RN): 165
10° Juazeiro do Norte (CE): 191

Pretonobranco