A única Ferrari Dino 208 GT4 1975 registrada no Brasil foi leiloada nesta segunda-feira (8/7) por R$ 122 mil. O veículo está apreendido, desde 2006, em Santo André, no ABC paulista, por suspeita de adulteração de chassi e importação ilegal.

Foram feitos 40 lances, de acordo com o site da Sanches Leilões. Quem arrematou a Ferrari é uma pessoa não identificada de Guarulhos (SP), que fez três ofertas e superou o lance mais alto até então, R$ 118 mil. O lance mínimo pelo carro foi de R$ 1.092,50.

Após 18 anos exposta ao tempo em pátios das prefeituras de São Bernardo do Campo (SP) e de Santo André, a Ferrari está em "péssimo estado de conservação", sem funcionar e com a lataria "completamente deteriorada pela ferrugem". A descrição é de um laudo da Justiça Federal.

No entanto, a Ferrari Dino 208 GT4 pode ser considerada uma relíquia, por ser a única da mesma cor e ano registrada no Brasil, segundo apuração do UOL Carros.

Em 2022, um veículo deste modelo em bom estado foi leiloado em Paris por 37.500 euros (R$ 230,4 mil, na cotação atual, sem incluir os custos de uma eventual importação para o Brasil).

Especialistas apontam que a restauração da Dino de Santo André pode passar facilmente de R$1 milhão.

Apreensão
O boletim de ocorrência de 2006 relata que a Ferrari foi apreendida pela Polícia Civil de São Paulo por suspeita de adulteração de chassi, realizada por Ferry Lazar, que era proprietário do veículo.

Baseado no relato de Lazar, o boletim diz que o carro desapareceu em 2022, após ser deixado pelo dono em uma oficina mecânica. Algum tempo depois, Lazar retornou ao estabelecimento, que estava fechado, e não conseguiu mais contato com o dono do comércio.

Fonte: Correio braziliense

Jacobina Notícias- O seu portal de informações

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem