Header Ads

Menina raspa cabelo para doar a vítimas de câncer e é punida na escola

Uma adolescente de 14 anos resolveu raspar o próprio cabelo e doá-lo para uma associação que faz perucas para pessoas com câncer. Niamh Baldwin foi surpreendida, entretanto, ao ser colocada em isolamento na própria escola. A instituição justificou que a aluna contrariou a política do uniforme, que estabelece a ‘máquina dois’ como tamanho mínimo do cabelo.



A mãe da jovem acredita que a filha foi “punida injustamente”, depois de ter tido uma atitude “tão corajosa”.


“Estou chateada com a atitude da escola por tê-la feito se sentir mal, apenas porque o cabelo deve ter um centímetro a mais”, opinou.


A mãe lembrou ainda ainda que Niamh Baldwin sempre foi uma menina encantadora, educada e com boas notas. “Tudo isso não muda por causa de um corte de cabelo. Para mim trata-se de discriminação. Estou muito chateada com a situação”, frisou ao jornal britânico Metro.


Apesar de tudo, a escola continua a dizer que "regras são regras" e que, no caso dos cortes de cabelo, elas eram “muito claras”. “A nossa política de comportamento já tem muitos anos”, defendeu Sara Davey, professora da Mounts Bay Academy.


Notícias ao Minuto

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias não se responsabiliza pelas opiniões expostas aqui. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos.
Tecnologia do Blogger.