Header Ads

Educadores de toda a Bahia realizaram provas do concurso da rede estadual de ensino



Educadores de toda a Bahia realizaram neste domingo (25) as provas objetiva e discursiva do concurso público destinado para professores e coordenadores pedagógicos da da rede estadual de ensino. O objetivo é preencher 3.760 vagas, sendo 3.096 para o primeiro e 664 para para o segundo, respectivamente, como parte das ações do Governo Estadual em fortalecer o eixo pedagógico nas escolas e valorização dos profissionais da educação. O concurso ainda contará com uma etapa para avaliação de títulos (com previsão para abril de 2018).

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, falou da iniciativa de promover um concurso desta abrangência. "Esse era um objetivo da gestão estadual já que definimos como o alicerce para a transformação da educação pública um novo eixo pedagógico que valorizasse, além do conteúdo, os agentes presentes na escola. E o educador é uma parte fundamental para que tenhamos sucesso neste novo caminho. Com um coordenador pedagógico em cada escola e professores produzindo uma pedagogia de aprendizagem que interaja com as particularidades de cada região, acreditamos que os estudantes passarão para um outro nível de conhecimento, onde a escola não vai apenas prepará-los para a formação profissional, mas também para a vida",destacou.

Segundo o superintendente de Recursos Humanos, Adriano Tamboni, da Secretaria da Administração do Estado, a realização do concurso simbolizou um marco para a educação do estado. "Esse concurso tem uma característica importante, porque é o primeiro concurso dos últimos anos que já é realizado para carga horária de 40h. Então acho que essa foi uma diretriz importante do governador Rui Costa, até na perspectiva de ter o professor mais integrado à escola. E percebemos, com mais de 103 mil inscritos, que essa foi uma iniciativa acertada, junto com a ideia de promover um coordenador pedagógico por escola. Então esperamos, após todo os processos de avaliação, que a partir do segundo semestre, esse pessoal já comece a entrar em atividade", ressaltou.

Na perspectiva por uma vaga de coordenadora pedagógica, Tereza Cristina Chagas, 46 anos, falou da expectativa de ingressar no quadro de educadores da rede estadual. "É um sonho poder ter essa oportunidade, porque sempre quis trabalhar com ensino e atualmente estou me formando em pedagogia. Espero poder passar no concurso para exercer o melhor trabalho possível, pois sei que vou ter a tranquilidade para atuar tendo um trabalho estável", afirmou.

Já Joseni Araújo, 51 anos, que atua como professora pelo Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), na educação municipal, parabenizou o estado pela inciativa de colocar um coordenador pedagógico em cada escola. "Cada profissional tem sua função e especialidade e o coordenador pedagógico é fundamental para a organização do ensino aprendizagem nas escolas. Existe muita gente experiente, e eu me incluo, que poderia ajudar ainda mais na melhoria da educação atuando nas escolas. Então considero acertada a decisão e espero estar dentro desta nova equipe escolar", salientou.

Ascom Sec. da Educação da Bahia

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias respeita totalmente seu direito fundamental à liberdade de expressão, sinta-se a vontade. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos sem aviso prévio.
Tecnologia do Blogger.