Header Ads

Policiais vão usar câmeras no fardamento durante o Carnaval de Salvador

A operação de segurança para o Carnaval 2018 foi lançada na manhã desta terça-feira, 6, pela Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA). O esquema para a festa em Salvador, que recebeu investimento de R$ 45 milhões, vai contar com 25 mil policiais, que atuarão com câmeras do tipo "body worn" acopladas no fardamento.



"O body worn, que transmite imagem e som, é mais uma ferramenta tecnológica para garantir a atuação policial. Assim como as pessoas têm se valido de imagens para atacar o trabalho da polícia, o body worn será um instrumento para nos resguardar", afirmou o secretário de Segurança, Maurício Barbosa.


Somente a Polícia Militar (PM) vai contar com a atuação de mais de 20 mil servidores e uma estrutura com 185 postos elevados, 42 portais de segurança, 31 postos de comando, 14 postos integrados e oito bases especiais. A Polícia Civil, por sua vez, terá 2.500 agentes infiltrados entre os foliões.


Já os 1.700 bombeiros que se revezam durante os dias do Carnaval, estarão distribuídos em nove postos de comando e 22 viaturas. A polícia técnica também terá atuação de 345 profissionais.


Além do secretário, também participaram da apresentação o comandante-geral da PM, Anselmo Brandão, o comandante dos bombeiros, Francisco Telles, e o delegado-chefe da Polícia Civil, Bernardino Brito.


Em Salvador, a operação será realizada nos circuitos oficiais do Carnaval e em nove bairros onde haverá festejos. Além da capital, 39 municípios baianos também receberão reforço na segurança.


Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias respeita totalmente seu direito fundamental à liberdade de expressão, sinta-se a vontade. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos sem aviso prévio.
Tecnologia do Blogger.