Header Ads

Com auxílio de VAR, Suécia vence a Coreia do Sul


O quinto dia de Copa do Mundo iniciou com um jogo que, se não fosse a tal competição, pouco teria as atenções do planeta. Nesta segunda-feira, Suécia e Coreia do Sul se enfrentaram e, conforme o esperado, pouco apresentaram de positivo, porém protagonizaram mais um atrativo pênalti marcado através do VAR, convertido por Granqvist e decisivo para o placar de 1 a 0 para os europeus, favoritos ante o patinho feio da chave. O duelo se deu pelo Grupo F.

Cabe destacar que o grupo é o mesmo de Alemanha e México. Como os mexicanos surpreenderam e venceram na estreia, a pressão aumentou para o lado alemão, que terá justamente a Suécia como próximo compromisso.

AUSÊNCIA DE PESO

Quando a escalação da Suécia foi revelada, chamou a atenção a ausência de Victor Lindelöf, do Manchester United, que sequer saiu do hotel. Os suecos, que tinham confirmado os 23 jogadores à disposição, não explicaram muito bem a não presença do zagueiro, que, aparentemente, está doente - mais detalhes não foram divulgados. 

NÃO DEU PRA DESPERTAR

Dentro de campo, o que se viu foi um jogo modorrento e pouco atrativo para quem, como nós, brasileiros, acordou cedo. A Coreia do Sul até ameaçou um calor inicial, mas logo o jogo voltou a esfriar. Em seguida, os suecos, favoritos, passaram a dominar as ações.

A SEIS PASSOS DO PARAÍSO

Em melhor momento no primeiro tempo, uma bola apareceu à feição para Berg abrir o placar. O camisa 9 estava a seis metros, mas pecou na finalização e parou no goleiro Jo Hyeonwoo, que também voltou bem para a etapa final. No mais, o jogo estava truncado e seguia com poucas emoções. Até que... VAR!

TOMA-LHE VAR!

A Suécia tinha volume e pouco sofria com contragolpes. No entanto, sobretudo pela pouca efetividade de seu destaque, o 10 Forsberg, a seleção europeia não colaborava para um retorno às Copas, após 12 anos, mais empolgante. Até que Kim Min-Woo cometeu pênalti em Claesson, em lance onde o árbitro Joel Aguilar optou por deixar seguir. Logo depois, já com a Coreia no ataque, foi avisado a assistir ao lance na telinha e, aí sim, marcou o pênalti. Na bola, o zagueiro e capitão Granqvist guardou na rede com categoria.


TRAVADO

Mesmo com o gol, o duelo não pegou no tranco. A Coreia do Sul até tentou se atirar, mas a limitação emperrou as ações. Além disso, a reta final do jogo serviu para acentuar um quesito nada agradável: o jogo foi o mais faltoso do Mundial até aqui, com 43 marcações. 

E AGORA?

Agora, a vencedora Suécia enfrenta a Alemanha em duelo direto pela segunda fase, no próximo sábado, às 15h (de Brasília), em Sochi. No mesmo dia, porém mais cedo, às 12h (de Brasília), a Coreia do Sul tenta evitar a fama de fiel da balança ao enfrentar o México, em Rostov.

FICHA TÉCNICA

SUÉCIA 1 X 0 COREIA DO SUL

Local: Estádio Níjni Novgorod (RUS)

Data-Hora: 18/6/2018 - 9h

Árbitro: Joel Aguilar (ESA)

Auxiliares: Juan Zumba (ESA) e Juan Mora (COS)

Público: 42.300 pessoas

Cartões amarelos: Kim Shin-Wook (CDS); Claesson (SUE)

Cartões vermelhos: -

Gol: Granqvist (19'/2ºT)

SUÉCIA: Olsen; Augustinsson, Granqvist, Jansson e Lusting; Larsson (Svensson, 35'/2ºT), Ekdal (Hiljemark, 25'/2ºT), Claesson e Forsberg; Toivonen (Thelin, 30'/2ºT) e Berg. Técnico: Janne Andersson.

COREIA DO SUL: Jo Hyeonwoo; Lee Yong, Kim Younggwon, Jang Hyunsoo, Koo Jacheol (Lee Seung-woo, 26'/2]T) e Park Jooho (Kim Minwoo, 27'/2ºT); Ki Sungyueng, Lee Jaesung, Son Heungmin, Kim Shinwook e Hwang Heechan. Técnico: Shin Tae-Yong.

Fonte: LANCE

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias respeita totalmente seu direito fundamental à liberdade de expressão, sinta-se a vontade. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos sem aviso prévio.
Tecnologia do Blogger.