Header Ads

Com gol ‘esquisitão’ e uso de VAR, França sofre para vencer Austrália


A França venceu a Austrália por 2 a 1 neste sábado (16), na estreia das duas seleções na Copa do Mundo da Rússia. Os Bleus tiveram dificuldades para derrotar a equipe australiana, que mostrou muita força e disposição no duelo, válido pelo Grupo C do Mundial. 

A partida entrou para a história das copas, pois a arbitragem consultou o VAR para confirmar o pênalti que originou o primeiro gol do jogo. A tecnologia decidiu um lance pela primeira vez na história. Os gols do triunfo francês foram anotados por Griezmann e Pogba. O tento da Austrália foi marcado por Jedinak.

Confira abaixo como foi a partida:

Primeiro tempo

Os primeiros 15 minutos da partida foram da França. Logo no início, Mbappé recebeu uma bola na direita e, dentro da área, bateu cruzado. Mas Ryan defendeu e jogou a bola para escanteio.

Aos 16, os australianos tiveram uma falta para cobrar. Com "veneno", a bola foi jogada na área dos Bleus e resvalou em Tolisso, que quase marca contra. Lloris salvou. O lance animou a seleção da Oceania, que a partir daí começou a trabalhar a pelota com calma e ganhou confiança no jogo.

Quem achava que os franceses dominariam o jogo, se enganou quando o duelo chegou na metade do primeiro tempo. A equipe de Didier Deschamps teve dificuldades para desenvolver jogadas e criar oportunidades de gol, e acabou vendo a Austrália gostar ainda mais da partida. Do minuto 15 em diante, o confronto ficou "lá e cá".

Aos 32, a França chegou forte. Griezmann recebe na área pela esquerda e deixa com Hernández, que chuta pro gol. Mas um pé da defesa adversária surge no meio do caminho e corta para escanteio. 

Mas isso foi tudo no primeiro tempo. Nos últimos 10 minutos, a partida esfriou. A França parou na forte marcação e na disposição do time australiano.

Segundo tempo

As equipes voltaram para o jogo sem alterações. A partida voltou morna, mas aos 10 minutos do segundo tempo o árbitro marcou pênalti para a França com o auxílio do VAR. Griezmann cobrou e abriu o placar: 1 a 0. Foi o primeiro lance, em uma Copa do Mundo, decidido com o uso do VAR. Histórico!


Logo em seguida, a França quase marca o segundo. Só que um minuto depois, o zagueiro Umtiti faz besteira e toca com a mão na bola dentro da área: pênalti para a Austrália. O capitão Jedinak bate com total tranquilidade, rasteiro, no canto esquerdo de Lloris.


Aos 18, o técnico Marwijk tirou Juric e lançou Nabbout.  Aos 24, Deschamps fez duas alterações na França: saíram Griezmann e Dembélé, e entraram Giroud e Fekir. A Austrália então mexeu de novo, aos 25. Saiu Rogic e entrou Irvine.

Aos 32, a França fez a última alteração: saiu Tolisso, que acabara de receber um cartão amarelo, e entrou Matuidi.

No minuto 34, Pogba tabelou com Mbappé e depois com Giroud. Ele disputou a bola com Behich e, no bate e rebate, a pelota espirrou e entra por cobertura, de maneira muito esquisita. França na frente outra vez: 2 a 1.


A última substituição australiana ocorreu no minuto 40. Saiu Kruse e entrou Arzani. A Austrália tentou reagir, mas o placar terminou com um 2 a 1 para a França. 

Os onze iniciais

A França entrou em campo com a seguinte escalação: Lloris; Pavard, Varane, Umtiti, Lucas Hernández; Kanté, Tolisso e Pogba; Mbappé, Griezmann e Dembelé.

A Austrália começou assim: Risdon; Sainsbury, Milligan, Behich e Jedinak; Mooy, Leckie, Rogic e Kruse; Nabbout.

França favorita

A seleção francesa é apontada como a grande favorita ao título. Pogba, Matuidi, Griezmann e Mbappé são alguns dos responsáveis por esse favoritismo. Mbappé, por exemplo, de apenas 19 anos, é visto com o grande craque da nova geração francesa.

Fonte: Notícias ao Minuto

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias respeita totalmente seu direito fundamental à liberdade de expressão, sinta-se a vontade. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos sem aviso prévio.
Tecnologia do Blogger.