Header Ads

Governo confirma que há brasileiros no acidente entre trens no Peru


Um grupo de turistas do Brasil ficou retido na estrada para Machu Picchu, no Peru, depois de um acidente entre dois trens. A assessoria de imprensa do Itamaraty informa que o Consulado Honorário do Brasil, em Cusco, está acompanhando a "situação do grupo de brasileiros envolvidos no acidente e dará todo o apoio necessário".

E destaca que o Ministério das Relações Exteriores seguirá acompanhando o caso. E, acrescenta que "em atenção à Lei de Acesso à Informação e em respeito à privacidade dos cidadãos, esta assessoria não está autorizada a fornecer informações de cunho pessoal sobre o caso".


O governo peruano informou que o acidente ocorreu ontem e os trens transportavam um total de 35 passageiros. Segundo a polícia, o choque entre os trens aconteceu logo após a ferrovia ser bloqueada por peruanos, também turistas, que não conseguiram comprar passagens e ingressos para o povoado de Machu Picchu.

"Um dos trens da Inca Rail a partiu de Ollantaytambo e parou 40 minutos depois do local do protesto. Ficamos uma hora parados na ferrovia e após de cinco minutos de o trem retomar o destino, sentimos um forte impacto na parte de trás, foi um trem da Peru Rail que nos atingiu ", relatou a turista Valeria Lozana.

O bloqueio de protesto na ferrovia foi explicado por Isaac Quispe, que vive um Machu Picchu e trabalha com turismo. Segundo ele, os preços dos ingressos para Machu Picchu são elevados, entre 50 e 60 dólares. E, pelos trens da Inca Rail e Peru Rail o bilhete custa 10 dólares.


O grupo se revoltou pois os trens das duas empresas oferecem os valores mais baratos. E se aglomerou em frente à estação. E o trem com destino às ruínas não parou. Uma pessoa teria sido atropelada. A empresa Trem Peru Rail informou que está prestando toda assistência aos feridos e hospitalizados.

Com informações da Agência Brasil

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias respeita totalmente seu direito fundamental à liberdade de expressão, sinta-se a vontade. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos sem aviso prévio.
Tecnologia do Blogger.