Header Ads

Apelo desesperado de prima gera comoção em Jacobina: "Morrendo esperando regulação"


Um apelo emocionante de uma mulher desesperada com o estado de saúde de sua prima vem comovendo as pessoas em Jacobina. O apelo foi feito por Alane, acompanhante da paciente Luana de Jesus, 28 anos, que está internada há três dias no Hospital Municipal Antônio Teixeira Sobrinho (HMATS), à espera de um posicionamento do Sistema de Regulação para ser transferida para uma unidade em Salvador. Em áudio, Alane direciona seu pedido para "todas as pessoas", acreditando que, assim, o apelo chegue até o governador da Bahia, Rui Costa.

"Gente, boa noite. Aqui é Alane fazendo um apelo que esse áudio chegue até o governador da Bahia, Rui Costa. E ele esteja ciente do que tá acontecendo aqui em Jacobina, que os pacientes estão morrendo esperando regulação. Estou com minha prima, Luana de Jesus, na Regulação desde segunda-feira, entre a vida e a morte, precisando de uma UTI móvel. Gente, me ajuda, compartilha esse áudio, faz com que esse áudio chegue até o governador", disse emocionada Alane, prima da paciente.

Estado é gravíssimo

Conforme o boletim médico, Luana de Jesus deu entrada no HMATS às 13h de domingo (16), sentindo um desconforto respiratório súbito. Ela é portadora de doença renal crônica e faz tratamento de hemodiálise. Há seis anos, Luana fez uma cirurgia para correção de um problema em válvula cardíaca. Ainda segundo o boletim, o estado de saúde dela é cada vez mais grave, principalmente pela queda na pressão arterial, sonolência e outros fatores que a impedem de fazer hemodiálise. Com isso, seu quadro clínico é a cada momento agravado.

Luana tem um filho de 8 anos e mora no distrito de Itaitu, em Jacobina. Ela precisa, com urgência, ser transferida em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Móvel para um hospital que disponha de UTI e médico cardiologista. O médico que assina o boletim destaca ainda que, devido a rápida piora em seu quadro clínico, o risco de vida é eminente.

Quem puder ajudar, basta entrar em contato através dos telefones (74) 98102-5519 e 98809-2183.

Fonte: Jacobina Notícias

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias não se responsabiliza pelas opiniões expostas aqui. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos.
Tecnologia do Blogger.