Header Ads

Campanha de artistas globais e famosos contra Bolsonaro é fiasco na web


Vários artistas globais e cantores têm feito campanhas contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) nas redes sociais, usando a hashtag #elenão. O que não se esperava era o apoio da maioria dos internautas ao candidato, e a rejeição aos posicionamentos dos globais. Uma onda devastadora em favor de Bolsonaro chamou a atenção pelos deslikes nos vídeos e milhares de comentários criticando a postura dos artistas, ao ponto de alguns até voltarem atrás. Marília Mendonça apagou sua publicação após inúmeros comentários contrários.

Em alguns dos vídeos publicados pelos artistas, os internautas citaram as vantagens que eles já receberam do governo federal e alguns disseram até que querem o "dinheiro do Brasil de volta", referindo-se a Lei de Incentivo à Cultura, apelidada de Lei Rouanet, criada em 1991. A cantora Daniela Mercury, por exemplo, teria recebido cerca de R$ 2,3 milhões em verbas públicas através da Rouanet.

Bolsonaro contra-ataca

Usando as redes sociais, o presidenciável Jair Bolsonaro revidou aos ataques dos famosos. "Incentivos à cultura permanecerão, mas para artistas talentosos, que estão iniciando suas carreiras e não possuem estrutura. O que acabará são os milhões do dinheiro público financiando 'famosos' sob falso argumento de incentivo cultural, mas que só compram apoio! Isso terá fim!", disse o candidato.

Com a maioria de seus fãs se posicionando contrários aos seus ídolos, as campanhas são consideradas um fracasso na web. O número de dislike (pessoas que não gostaram) é muito maior do que os likes (favoráveis). No vídeo de Daniela Mercury fica ainda mais evidente, chegando a ser 500 vezes maior a rejeição ao posicionamento da cantora.

Fonte: Jacobina Notícias







Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias não se responsabiliza pelas opiniões expostas aqui. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos.
Tecnologia do Blogger.