Header Ads

Bolsonaro recua sobre fusão de Agricultura e Meio Ambiente


O presidente eleito Jair Bolsonaro disse nesta 5ª feira (1º.nov.2018) que a fusão entre os ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente, já anunciada por sua equipe, pode não acontecer. Em entrevista a emissoras de TV católicas, disse: “Havia uma ideia de fusão, mas pelo que parece será modificada. Pelo que tudo indica, serão 2 ministérios distintos“.

Bolsonaro disse que o posto de ministro será ocupado por “uma pessoa voltada para a defesa do meio ambiente sem o caráter xiita, como feito nos últimos governos“.

Apesar de recuar em relação ao fim do Ministério do Meio Ambiente, o futuro presidente voltou a dizer que o órgão não criará entraves ao agronegócio. “O Brasil é o país que mais protege o meio ambiente. Nós pretendemos proteger o meio ambiente, sim, mas não criar dificuldades para o nosso progresso“, afirmou.

A fusão das duas pastas foi anunciada pelos futuros ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, após reunião realizada na 2ª feira (29.out) no Rio de Janeiro para discutir a transição do governo.

A medida foi criticada pelos 2 atuais chefes dos ministérios, Edson Duarte (Meio Ambiente) e Blairo Maggi (Agricultura).

Também sofreu forte resistência de ambientalistas e até de representantes do setor agropecuário. A ex-candidata à Presidência pela Rede Sustentabilidade, Marina Silva, e o ex-presidente Lula também foram críticos da proposta.


Fonte: Poder360

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias não se responsabiliza pelas opiniões expostas aqui. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos.
Tecnologia do Blogger.