Header Ads

Ilha some no Japão e ninguém percebeu; Espantado, governo investiga


Uma ilha que pertence ao Japão desapareceu sem que ninguém percebesse. O desaparecimento foi confirmado nesta sexta-feira (02/11) pela guarda costeira do país. Uma investigação foi aberta para determinar se o pequeno pedaço de terra foi consumido pelo mar.

Descoberta em 1987 pela guarda costeira, a ilha foi chamada de Esambe Hanakita Kojima. Sua área total nunca foi medida, no entanto, sua maior elevação era de 1,4 metro acima do nível do mar. O pedaço de terra era visível do extremo norte da ilha de Hokkaido, no norte do país.

"Não é impossível que uma pequena ilha simplesmente seja desgastada por elementos”, afirmou uma porta-voz da guarda costeira. "O desaparecimento da ilha pode afetar um pouco as águas territoriais do Japão”, acrescentou.

O Japão investe muitos recursos para proteger suas ilhas exteriores, principalmente o atol Okinotorishima no Pacífico, devido a interesses em suas zonas econômicas exclusivas (ZEEs). O país está envolvido em disputas com os vizinhos, China e Coreia do Sul, sobre a soberania de várias ilhas na região.

Propenso a terremotos e condições meteorológicas severas, o Japão não somente perde territórios devido a desastres naturais, como também ganha. Em 2015, uma faixa de terra de 300 metros emergiu do mar e se ligou à costa de Hokkaido.

Inicialmente, o fenômeno gerou temores sobre atividades sísmicas misteriosas, mas geólogos disseram que a faixa de terra, provavelmente, foi resultado de deslizamento que empurrou para cima a superfície submersa.

Em 2013, uma ilha vulcânica surgiu a cerca de mil quilômetros do sul de Tóquio, engolindo uma ilha que havia na região e aumentando seu território.

Fonte: DW

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias não se responsabiliza pelas opiniões expostas aqui. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos.
Tecnologia do Blogger.