Header Ads

"Só conseguia pensar na minha neta que vai nascer", diz refém de assalto em Salvador


O segurança Amarilton Pedro de Almeida Portela, de 53 anos, um dos reféns do assalto que ocorreu na loja Magazine Luiza, situada na Estrada do Coco, em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), disse que foi ameaçado de morte por um dos bandidos durante ação criminosa. "Eles disseram que ia me matar quando colocaram a arma na minha cabeça, mas eu pensei na minha família, porque minha filha tá grávida de cinco meses e eu vou ser avô . Eu só conseguia pensar nisso", disse emocionado.

Amarilton foi a primeira vítima a ser rendida pelo bando. "O cidadão que dirigia o caminhão fingiu que era carreteiro, mas eu percebi logo que era bandido, só que eu não tinha certeza para abordar ele. Antes do assalto acontecer eu tirei foto dele [assaltante]. Eu maldei. Quando eu percebi, eles desceram, botaram a arma na minha cabeça e perguntaram se eu era polícia. Eu respondi que não era e falei que trabalhava na loja.

Ainda de acordo com Amarilton, na hora do assalto os bandidos levaram uma parte dos 28 reféns para o depósito. "Eu outras pessoas ficamos na área onde o pessoal almoça", contou.

Ele acredita que um vendedor de picolé, não identificado pela reportagem de A Tarde, que passava na porta da loja percebeu o assalto e teria ligado para a polícia. "Acho que ele percebeu e ligou", disse.

Policias chegaram ao local por meio de uma ligação da central de polícia, de acordo com o delegado responsável pela investigação, o titular da 23ª DT, Joelson dos Santos Reis.

Fonte: A Tarde

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias não se responsabiliza pelas opiniões expostas aqui. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos.
Tecnologia do Blogger.