Header Ads

Mulher diz que matou marido em legítima defesa durante agressões em Jacobina


Patrícia da Cruz Santos, de 33 anos, é ré confessa da morte do próprio marido, ocorrido no dia 1º em Jacobina. O crime aconteceu por volta do meio-dia na casa de número 40, numa localidade conhecida como Estrada do Boiadeiro, no bairro Bananeira. Patrícia foi presa e disse em depoimento que havia sido agredida e agiu em legítima defesa, desferindo um único golpe com uma faca de mesa no peito de seu companheiro, Edcarlos de Jesus Silva. Ele morreu no local.

No relato feito ao delegado plantonista, Dr. Tarcísio, ela contou que enquanto arrumava a mesa para o almoço houve um desentendimento entre o casal na cozinha da casa. Patrícia disse ainda que seu marido lhe deu dois tapas no peito e, ao ser agredida, ela usou uma faca que estava na mesa para se defender, desferindo o golpe que acertou o peito de Edcarlos. O companheiro dela saiu cambaleando e caiu na sala de casa, onde morreu.
Após o crime, Patrícia ficou no local e esperou a chegada da polícia, sendo presa em flagrante por policiais militares. Ela disse que o marido tinha comportamento violento e que as brigas eram constantes.

O delegado relatou que a vítima não tinha nenhum inquérito policial em seu desfavor. No entanto, havia uma queixa registrada por um dos vizinhos contra Edcarlos, por ameaças e xingamentos.

Com informações do Bahia Acontece

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias não se responsabiliza pelas opiniões expostas aqui. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos.
Tecnologia do Blogger.