Header Ads

Bahia abusa de perder gols e estreia com derrota na Sul-Americana


A estreia do Bahia na Copa Sul-Americana não foi nem de longe como a torcida tricolor imaginava. O Esquadrão abusou de perder gols, foi castigado no final e saiu de campo derrotado por 1x0 para o Liverpool do Uruguai, na noite desta quinta-feira (7), na Fonte Nova. O tento foi marcado por Ignácio Ramírez.

O resultado obriga o Bahia a vencer o jogo da volta por dois gols de diferença para ficar com a vaga na segunda fase da competição internacional. O duelo está marcado para dia 21, em Montevidéu, capital do Uruguai.

Com amplo domínio da partida, o Bahia começou o duelo com dificuldade em furar o bloqueio defensivo formado pelo Liverpool. Aos poucos o tricolor foi se soltando, mas aí passou a pecar na pontaria. Moisés quase tirou o grito de gol da garganta tricolor aos 16 minutos, quando aproveitou cruzamento de Shaylon na área e de cabeça tirou tinta da trave de Bava.

Chance mais clara teve o volante Gregore. Na tabela com Artur, o camisa 26 saiu livre com o goleiro, mas chutou fraco e facilitou a defesa. O Bahia seguia pressionando, mas sem conseguir estufar as redes. A cobrança de falta de Guilherme desviou na barreira e quase engana Bava, mas o goleiro se recuperou e conseguiu salvar.

O uruguaio foi bem também no chute forte de Gilberto à queima-roupa e contou com a displicência de Douglas Augusto, que recebeu livre dentro da área, mas chutou fraco.

Do outro lado o Liverpool pouco incomodava a defesa tricolor. O goleiro Douglas só precisou trabalhar no chute forte de Maureen Franco e na cobrança de escanteio fechada do atacante uruguaio. 

Castigo no fim
O segundo tempo começou com o mesmo desenho: domínio tricolor e chances desperdiçadas. Na cabeçada de Guilherme, Bava se esticou todo e conseguiu salvar. Gilberto pegou o rebote e soltou uma bomba, mas o goleiro uruguaio fez a defesa. 

Para tentar melhorar a eficiência do ataque tricolor, Enderson colocou Rogério no lugar Shaylon e Fernandão na vaga de Guilherme, passando a ficar com quatro atacantes em campo. A mudança não surtiu efeito e quem chegou ao desejado gol foi o time uruguaio. 

Aos 35 minutos, Ignácio Ramírez recebeu cruzamento na área e testou forte. Douglas chegou a tocar na bola, mas não conseguiu segurar e a bola morreu no fundo das redes. O gol irritou a torcida tricolor, que aumentou o tom das cobranças. 

Com o placar adverso, o Bahia se lançou ainda mais ao ataque, mas continuou esbarrando nos próprios erros. Sem conseguir alterar o placar, restou apenas lamentar a derrota em casa. 

Fonte: Correio