Pedra de 1,3 Kg é retirada de bexiga de paciente em Jacobina


O senhor Manoel Ferreira da Silva, 51 anos, morador da cidade de Miguel Calmon, no Centro Norte da Bahia, foi operado nesta segunda-feira (20) no Hospital Municipal Antônio Teixeira Sobrinho (HMATS), em Jacobina, na Chapada Diamantina, com problemas na bexiga. Para surpresa da equipe médica liderada pelo urologista João Cléber, uma pedra de 1,3 Kg, medindo 18 centímetros, foi retirada da bexiga do paciente. O cirurgião disse que essa é uma das maiores pedras em bexiga já registradas no mundo.

O médico João Cléber disse que o paciente relatou que há 10 anos sentia ardência ao urinar e um "peso no pé da barriga", mas somente em janeiro ele procurou saber as causas. Exames identificaram um cálculo de 10 cm na bexiga e o paciente, então, foi encaminhado para Salvador, onde foi alertado sobre a necessidade de realização da cirurgia. O procedimento cirúrgico durou cerca de 1h e, além do médico João Cleber, outros cinco especialistas participaram da operação em Jacobina.

O médico explica que as pedras na bexiga geralmente são causadas pela inflamação do órgão. Isso ocorre quando o corpo está desidratado ou a urina está muito concentrada, fazendo com que ela forme cristais na bexiga. Ao longo do tempo, esses cristais podem se acumular e criar uma pedra cada vez maior.

Veja também:

Fonte: Jacobina Notícias