Record decide afastar Paulo Henrique Amorim da TV


O jornalista Paulo Henrique Amorim foi informado nesta segunda-feira (24) que será afastado do Domingo Espetacular, programa que comanda há 14 anos. Com contrato na emissora até 2021, ele não será demitido. "Paulo Henrique Amorim deixa o programa e permanece na emissora à disposição para novos projetos", diz nota da Record. 

De acordo com o Uol, o jornalista, que tem atuação forte online sempre do ponto de vista da esquerda, teve a "cabeça pedida" várias vezes à Record desde 2014, quando a polarização política do país ficou mais evidente. A emissora resistiu por acreditar, embasada em pesquisa, que Amorim era uma peça fundamental para dar credibilidade ao seu semanário.

Contudo, nos últimos meses a pressão ficou maior por conta do tom crítico de Amorim ao governo Jair Bolsonaro (PSL). 

No início de março, o Uol já tinha informado que o repórter especial Eduardo Ribeiro tinha sido promovido para o Domingo Espetacular. Ele foi o primeiro jornalista a entrevistar Bolsonaro depois da eleição de outubro.  Ribeiro vai apresentar o programa com Patrícia Costa - Thalita Oliveira está afastada em licença-maternidade.

O programa passa por reformulação e Janine Borba teve a saída anunciada em maio. Ela também estava no programa desde 2006, mas agora ficará em um projeto de boletins informativos do Jornal da Record. 

Leia a nota da Record:

"O Domingo Espetacular, a partir deste domingo, 30/06, será apresentado por Patrícia Costa e Eduardo Ribeiro. Paulo Henrique Amorim deixa o programa e permanece na emissora à disposição para novos projetos.

As mudanças fazem parte do processo de reformulação do jornalismo da Record TV, que está sendo implementado pelo vice-presidente de jornalismo da Record TV, Antonio Guerreiro, desde janeiro deste ano."