Header Ads

Vítimas das drogas aumenta, e mercado apresenta alto crescimento


O mais recente Relatório Mundial sobre Drogas da Organização das Nações Unidas (ONU), indicou que o consumo de drogas tem causado mais mortes do que nunca, ao mesmo tempo que o mercado ilegal dessas substâncias tem batido recordes. Os resultados foram apresentados nesta terça-feira (25), em Viena. 

O documento da ONU elevou a sua estimativa de mortes vinculadas ao consumo de drogas no mundo para 585 mil em 2017, número maior do que os 450 mil óbitos registrados em 2015. 

De acordo com a Agência EFE, no ano de 2017, 271 milhões de pessoas, que corresponde a 5,5% da população mundial, com idades entre 15 e 64 anos consumiram drogas. O total é similar ao do ano anterior, mas 30% superior ao de 2009. 

Quanto a popularidade das drogas, a reportagem afirma que a cannabis é a principal, com 188 milhões de consumidores. Mas as mais letais são os opioides, causadores de dois terços das mortes atribuídas ao consumo de entorpecentes. O relatório destacou ainda que a prevenção e o tratamento continuam falhando em muitas partes do mundo, e só uma a cada sete pessoas com problemas graves de dependência está em tratamento.