Morre sétima vítima de acidente entre micro-ônibus e caminhão na Bahia


Morreu na manhã neste domingo (14) a sétima vítima da batida entre um micro-ônibus da prefeitura do município baiano de Capela do Alto Alegre e um caminhão, na BR-324. A vítima é Edirge Almeida Coelho, de 62 anos. A informação foi divulgada pela prefeitura do município.

O acidente aconteceu na noite de 8 de julho, no trecho entre os municípios de Riachão do Jacuípe e Tanquinho, e deixou 11 pessoas feridas.

Segundo os médicos, a causa da morte de Edirge Almeida foi por falências múltiplas dos órgãos. A idosa estava internada no Hospital Geral Clériston Andrade, em Feira de Santana desde o dia do acidente por causa dos traumas, mas na quarta-feira (13), o estado de saúde dela se agravou. O velório de Edirge Almeida acontecerá na segunda-feira (15), no Povoado de Loja Moto e o enterro no cemitério de Campo Alegre.


A prefeitura de Capela do Alto Alegre decretou, na terça-feira (9), três dias de luto. Na última quarta-feira (10), Reginaldo Gomes de Souza, conhecido como Regi Gordo, de 53 anos, também morreu após uma hemorragia interna.

Das 18 vítimas, 17 seguiam no micro-ônibus. O outro ferido foi o motorista do caminhão, que sofreu lesões leves. Segundo a PRF, o acidente aconteceu entre as cidades de Riachão do Jacuípe e Tanquinho, em um trecho a cerca de 70 Km de Capelo do Alto Alegre.

Na nota, a prefeitura informou que as vítimas eram pacientes e funcionários da cidade que retornavam de exames, consultas e tratamentos oncológicos em Salvador.

Conforme a Prefeitura de Capela do Alegre, Jânio do Prado Maciel, que era o motorista do micro-ônibus, José Mario dos Santos, Benício Guedes de Oliveira, Carla Edésia Carneiro Rios (técnica de enfermagem) e Eulália Rodrigues Peixoto também morreram.

Eulália Rodrigues Peixoto foi enterrada no município de Tanquinho e Jânio do Prado Maciel em Capela de Alto Alegre, na terça-feira (9). Já Carla Edésia Carneiro Rios (técnica de enfermagem), foi enterrada no povoado de Ipiraí, também em Capela de Alto Alegre, José Mario dos Santos, foi sepultado no município de São José e Benício Guedes de Oliveira, na cidade de Quixabeira, todos na manhã de quarta-feira (10). Reginaldo Gomes de Souza foi enterrado na quinta-feira (11), no cemitério de São José.

As causas do acidente ainda não foram determinadas, mas a PRF suspeita de que o caminhão diminuiu a velocidade para passar em um quebra-molas, quando foi atingido no fundo pelo micro-ônibus. Ainda segundo a PRF, chovia no momento da batida.

Com a exceção do motorista do caminhão, que ficou ferido, todas as vítimas são do micro-ônibus. Três pessoas estão internadas no Hospital Geral Clériston Andrade, em Feira de Santana. Não há informações sobre o estado de saúde delas.

Os 11 feridos no acidente são:

✓ Maria Petronilha Peixoto - Internada no Hospital Cleriston Andrade - (HGCA)
✓ José Lino Bispo Souza
✓ Jucivalda Souza de Jesus
✓ Jerilza de Souza Almeida
✓ Nívia Maria de Souza Santana
✓ Laudeci de Santana Gomes
✓ Joanice Oliveira Ramos
✓ Geruza de Souza Almeida (grávida)
✓ José Joaquim Cavalcanti Filho (motorista do caminhão)
✓ Atanael Almeida
✓ Tarsila Rios de Oliveira (7 anos, filha de Carla Edésia)