Header Ads

ENGIE inicia obras da segunda fase do Conjunto Eólico Campo Largo na Bahia


As obras da segunda fase do Conjunto Eólico Campo Largo já iniciaram na Bahia. Localizado nos Municípios de Umburanas e Sento Sé o empreendimento será formado por 86 aerogeradores, distribuídos em 11 parques eólicos com capacidade total instalada de 361,2 MW e conta com investimento estimado em R$ 1,6 bilhões.

Neste início de atividades, as equipes trabalham nos estudos de topografia e sondagem, com mais de 50% de avanço, além da supressão vegetal. A expectativa é de que as primeiras unidades geradoras estejam operando comercialmente no segundo semestre de 2020, com as últimas unidades concluídas até março de 2021. Quando estiver em operação comercial, Campo Largo 2 vai fazer com que a ENGIE ultrapasse os mil MW de capacidade instalada em energia eólica no Brasil.

“Até o final deste ano, a ideia é construir os acessos e a as áreas de montagem dos equipamentos, permitindo a execução das primeiras bases no final do período”, afirma o gerente de Projetos Eólicos, Giuliano Pasquali. São 75 km de acessos e 101 km de redes de média tensão. “Também teremos muitas atividades nas redes de média tensão e na ampliação da subestação existente”, complementa. O início da montagem dos aerogeradores está previsto para o final do primeiro semestre de 2020.

“São os maiores aerogeradores já adquiridos pela ENGIE Brasil. Se comparados com os aerogeradores utilizados na fase 1, a altura total, considerando torres e pás passou de 150m para 195m, o que representa uma grande desafio logístico para transportar os componentes desde as suas fábricas até o canteiros de obras, bem como a necessidade de utilizar os maiores equipamentos de içamento do mercado para garantir a montagem em campo”, destacou Pasqualli .

Socioambiental

Nesta nova fase, a ENGIE vai continuar investindo em Projetos Sociais. A equipe já trabalha na prospecção de novos projetos e outros seguirão com novas fases, como é o caso do Projeto de Alfabetização de Jovens e Adultos que terá continuidade nesta nova fase do Conjunto, com foco na inclusão em mídias digitais. Iniciado em março de 2018, o AJA já beneficiou mais de 100 alunos das comunidades de Angical, Barriguda do Doutor, Barriguda Brasília, Barriguda dos Lima e Barriguda dos Lió, em Umburanas. De acordo com o Gaia Social, o projeto que tinha apenas 3,67% dos alunos alfabetizados no seu início, chegou em novembro de 2018 com 80,41% dos alunos sabendo ler e escrever.

Os recursos também foram aplicados em programas como o “Escolas Saudáveis”, do Instituto Melhores Dias, em implantação em 14 escolas nas sedes e comunidades rurais dos municípios de Umburanas e Sento Sé, que tem como objetivo melhorar a qualidade sanitária e nutricional dos alunos, incluindo a capacitação de merendeiras, exames biomédicos e tratamento dos casos de anemia.


Neste novo empreendimento, a ENGIE Brasil firmou um acordo com o SineBahia, vinculado à Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) do Governo da Bahia, para realizar a intermediação dos empregos, garantindo o cadastramento de moradores de Umburanas e Sento Sé, interessados em concorrer às vagas, disponibilizadas nas obras do Conjunto Eólico Campo Largo 2. A parceria foi vislumbrada diante da extensa experiência e isenção da instituição na condução de processos de seleção ao longo de todo o Estado da Bahia. (Ascom Engie)

Jacobina Notícias