Fla bate Emelec nos pênaltis, vai às quartas e pega o Inter na Libertadores


Com apoio da torcida que lotou as arquibancadas, o Flamengo venceu o Emelec por 4 a 2 nos pênaltis e se classificou na Copa Libertadores. O jogo foi realizado no Maracanã, nesta quarta-feira (31).

Com um primeiro tempo arrasador, a equipe rubro-negra derrotou no tempo normal o rival por 2 a 0, mas não conseguiu manter o mesmo ritmo na etapa final. No duelo de ida, os equatorianos haviam aberto boa vantagem ao vencerem por 2 a 0.

Nas penalidades, brilhou Diego Alves, que pegou a cobrança de Arroyo. Queiroz acertou o travessão. O adversário nas quartas de final será o Internacional, que eliminou o Nacional-URU.

O time rubro-negro não teve o zagueiro Rodrigo Caio, com lesão nos músculos adutor e posterior da coxa esquerda, e o atacante Lincoln, com lesão no músculo posterior da coxa direita, o meia Diego, com uma fratura no tornozelo esquerdo, e o atacante Vitinho, com lesão no joelho direito.

Além disso, ficou de fora o zagueiro Léo Duarte, negociado com o Milan. Arrascaeta voltou, mas começou o banco de reservas.


Tite no Maracanã

O técnico Tite e o coordenador Juninho Paulista, ambos da seleção brasileira, foram ao Maracanã para acompanhar o duelo. O técnico e o cartola entregarão uma lista de convocados no dia 16 de agosto.

"Vamos virar, Mengo"

Embalados pelo canto "vamos virar, Mengo" entoado pelos torcedores, os jogadores começaram o jogo com tudo.

Aos sete minutos no 1º tempo, Rafinha recebeu passe após cobrança de escanteio curto e entrou na área. Após disputa com Bagüi, o lateral caiu. O árbitro marcou o pênalti.

Gabigol cobrou a penalidade de pé esquerdo no canto esquerdo do goleiro, que pulou no lado direito.

O segundo gol saiu ao 18. Bruno Henrique aproveitou erro da defesa do Emelec, ganhou na velocidade e foi à linha de fundo. Ele tocou para trás, e Gabigol completou para o fundo da rede.

Depois, a equipe rubro-negra diminuiu o ritmo, mas dominou o jogo até o intervalo. O goleiro Diego Alves não precisou fazer nenhuma defesa difícil.

A segunda etapa começou com o Emelec mais agressivo e o Flamengo não conseguiu se encontrar. Aos 12, Everton Ribeiro saiu para a entrada de Arrascaeta.

O Fla perdeu uma incrível chance de fazer o terceiro gol. Aos 17, Thuler aproveitou o desvio de Bruno Henrique depois da cobrança de Arrascaeta, mas - quase embaixo da trave - chutou para fora.

Gabigol começou a mancar e colocou a mão na coxa, com dores. Ele deu lugar para Reinier. O jovem de 17 anos fez sua estreia no profissional. O time carioca não conseguiu o mesmo desempenho na etapa final e criou poucas chances.


Penalidades

Nas penalidades, o Flamengo foi perfeito. Arrascaeta, Bruno Henrique, Rafinha acertaram suas cobranças. Para o Emelec, fizeram Angulo e Cortez. Diego Alves pegou o chute de Arroyo, enquanto Queiroz acertou o travessão.

Agenda

O Flamengo voltará a campo pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro em duelo contra o Bahia. O jogo será realizado na Fonte Nova, em Salvador, neste domingo (04/08), às 16h (de Brasília).

Ficha Técnica:

Flamengo-BRA 2 (4) X 0 (2) Emelec-EQU
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 31 de julho de 2019 (Quarta-feira)
Horário: 21h30(de Brasília)
Árbitro: Nestor Pitana (Argentina)
Assistentes: Hernan Maidana (Argentina) e Julio Fernández (Argentina)
Renda: R$ 3.992.811,76 Público: 61.602 pagantes
Cartões amarelos: Bruno Henrique, Willian Arão e Cuéllar (Flamengo); Mejia, Quintero, Cortez e Arroyo (Emelec)
Gols: Flamengo: Gabigol, aos 8 e 18min do primeiro tempo

Flamengo: Diego Alves, Rafinha, Thuler, Pablo Marí e Renê; Gustavo Cuéllar, Willian Arão, Gerson (Berrio) e Everton Ribeiro (Arrascaeta); Bruno Henrique e Gabigol (Reinier). Técnico: Jorge Jesus

Emelec: Esteban Dreer, Romario Caicedo, Marlon Mejía, Jordan Jaime (Joel Quintero) e Óscar Bagüí; Dixon Arroyo, Nicolás Queiroz, Fernando Guerrero (Bryan Carabali), Bryan Cabezas e Wilmer Godoy (Gabriel Cortez); Brayan Angulo. Técnico: Ismael Rescaldo.