Header Ads

Qual a importância do teste do pezinho para a saúde do bebê?


Toda criança tem direito ao teste do pezinho gratuitamente realizado pelas APAEs e outros laboratórios credenciados pelo Ministério da Saúde. As coletas de sangue são realizadas nas maternidades ou nos postos de saúde. O teste detecta seis doenças, sendo que três delas podem levar à deficiência intelectual, se não tratadas precocemente. Entenda a importância do teste do pezinho! 

O exame faz a coleta de gotinhas de sangue do calcanhar do bebê, de forma rápida e segura, logo após as primeiras 48 horas de vida. O diagnóstico precoce é fundamental para conseguir um tratamento adequado e, dessa forma, prevenir a deficiência intelectual.

Segundo Sônia Hadachi, responsável pelo laboratório do serviço de triagem neonatal da APAE/São Paulo, são oferecidos, além do teste básico, também o Mais e o Super, que juntos identificam até 48 doenças. Há ainda o teste personalizado, realizado conforme a solicitação do médico e necessidade do paciente.

O “teste do pezinho básico” é obrigatório e gratuito em todo o País. Ele identifica as seguintes doenças: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, fibrose cística, anemia falciforme e demais hemoglobinopatias, deficiência de biotinidase e hiperplasia adrenal congênita.

O “teste do pezinho mais” inclui mais quatro diagnósticos: deficiência de G-6-PD, galactosemia, leucinose e toxoplasmose congênita.

Já o “teste do pezinho super” é o único que dá o diagnóstico de 48 doenças. Ele inclui, além das 10 doenças identificadas nos Básico e Mais, outros 38 diagnósticos realizados por meio da avançada tecnologia.

Agora que você conhece a importância do procedimento, compartilhe a informação com os amigos!