Bolsonaro aciona PGR e pede bloqueio de fundo partidário do PSL


O presidente Jair Bolsonaro acionou a Procuradoria-Geral da República (PGR) e solicitou o bloqueio do fundo partidário do PSL. No pedido, o chefe do Executivo brasileiro também pede o afastamento do presidente do partido, deputado Luciano Bivar. 

Conforme apuração da Folha de S. Paulo, a solicitação de Bolsonaro ainda inclui a abertura de investigação para a "apuração dos indícios de ilegalidades" na movimentação do dinheiro que é repassado à legenda pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), "em nome da transparência, da moralidade e do resguardo e proteção do patrimônio público". 

Os membros do PSL estão em embate e divididos desde que Bolsonaro quis colocar o filho e deputado federal Eduardo Bolsonaro na liderança do partido na Câmara dos Deputados. Desde então, as duas alas do PSL tem brigado pelo controle da legenda e do fundo partidário. Ainda de acordo com reportagem da Folha, a cifra pode chegar aos R$ 110 milhões no final deste ano.

Foto: Marcos Corrêa/PR