População se mobiliza para limpar óleo das praias de Salvador


Os trabalhos de limpeza que vêm sendo realizados pela Prefeitura através da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb) está mobilizando também a população soteropolitana para colaborar com a retirada das manchas de óleo que atingem as praias da capital baiana desde o último dia 10.

Voluntários formados por diversos perfis, como surfistas, estudantes, comerciantes, pescadores, esportistas e demais cidadãos preocupados com a natureza se mobilizam para minimizar os efeitos do material no mioma marinho.

Até o momento, já foram retiradas 90 toneladas de material em 15 praias. Diariamente, as mobilizações estão sendo divulgadas pelas redes sociais. Geralmente, o público atua nos locais mais atingidos pelo petróleo, como a praia Pedra do Sal, em Itapuã, que será alvo de uma ação dos moradores neste domingo, 20, a partir das 8h, com saída no Farol de Itapuã.

De acordo com informações da Secretaria de Comunicação (Secom), um protocolo foi estabelecido pela Prefeitura de Salvador, seguindo orientações do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Os agentes e voluntários devem utilizar instrumentos e ferramentas como pás e ancinhas no processo de retirada do material, evitando o contato direto com a substância. Os equipamentos de proteção individual (EPIs) são a luva de borracha ou PVC, chapéu ou boné, máscaras descartáveis para proteção de vapores orgânicos, botas ou calçados impermeáveis, óculos de proteção, roupa com proteção UVA/UVB e proteção auricular e roupa especial contra respingos.

Os resíduos devem ser colocados em sacos resistentes ou baldes e não se deve levar o material por conta própria. O cidadão deverá em contato com a Limpurb, através do número 156, e informar a praia onde está o material retirado para que o órgão faça a coleta, pesagem e encaminhamento do montante para um depósito próprio e, depois, repassado ao Ibama e outros órgãos ambientais.

A Prefeitura alerta para evitar entrar em contato com o óleo e nem retirar o material da água. Em ambos os casos, a Limpurb deve ser acionada. Será necessário procurar uma unidade de saúde caso o óleo atinga a pele.