Sete aliados de Rui querem enfrentar Luciano da Locar nas eleições em Jacobina


Ao menos oito pré-candidatos pretendem disputar a prefeitura de Jacobina, no Piemonte da Chapada Diamantina, Centro-Norte da Bahia. O prefeito Luciano Pinheiro (DEM), conhecido como Luciano da Locar, já confirmou que tentará permanecer no Executivo Municipal da Cidade do Ouro.

O BNews entrevistou possíveis nomes que o democrata pode enfrentar: o vereador Tiago Dias (PCdoB); o chefe de gabinete do governador Rui Costa, Cícero Monteiro (PT); o ex-deputado federal Amauri Teixeira (PT); a ex-secretária municipal da Saúde, Kátia Cristina (sem partido); o ex-prefeito Rui Macedo (MDB); o ex-vice-prefeito José Maria Fagundes (PRTB) e o técnico em agropecuária Gilson Almeida (PT).

Apesar do número de postulantes, a tendência é o afunilamento das pré-candidaturas. Os nomes do ex-prefeito Leopoldo Passos (PSD) e da ex-prefeita e esposa dele, Valdice Castro Vieira da Silva, chegaram a ser cogitados. Em contato com a reportagem, Valdice negou a possibilidade. Leopoldo não atendeu as ligações. Mas, fontes do Executivo Municipal apontam que o integrante do partido presidido pelo senador Otto Alencar (PSD) caminhará mais uma vez ao lado Luciano. Do outro lado, é esperado que representantes da base do governador também cheguem a um denominador comum.

Abaixo, breve perfil dos pré-candidatos

Amauri Teixeira – O professor e auditor fiscal é apontado como pré-candidato pelo PT. Já tentou a eleição em outras oportunidades, mas não venceu o pleito. Conta com apoio do vereador Martins (PT), deputado estadual Marcelino Galo (PT) e deputado federal Jorge Solla (PT). Dialoga com partidos da esquerda para primeiro definir um programa de governo e depois um pré-candidato.

Cícero Monteiro – O engenheiro sanitarista sempre demonstrou desejo de ocupar o mais alto posto político no município. Na última oportunidade, cedeu lugar para Amauri. Já exerceu cargos relevantes no governo de Jaques Wagner e Rui Costa: diretor da Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A. (Embasa), presidente da Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos da Bahia (Cerb), titular da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e da Secretaria de Relações Institucionais. Avalia que candidatura majoritária é construção coletiva, portanto, caso entenda que tenha um pré-candidato ou pré-candidata em melhores condições, apoiaria este nome.

Gilson Almeida – O funcionário público federal do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (CREA-BA), demitido por denunciar desvio de recursos referentes ao Programa Sanear Mais Bahia, aguarda reintegração após decisão judicial. Nunca ocupou cargo político no município. Não descarta a possibilidade de entrar na corrida eleitoral. Avalia que o município “vem sofrendo com gestões patrimonialistas”. Pode apoiar o ex-deputado Amauri. 

José Maria Fagundes - Depois de ocupar a vice prefeitura na última gestão de Rui Macedo, o técnico em mineração e empreiteiro José Maria declarou que pretende assumir o comando jacobinense, mas poderia retrocer dependendo do nome definido pelo seu grupo político. Descarta retornar ao cenário ao lado de Rui Macedo. Atualmente, dialoga com o deputado estadual Robinho (PP).

Kátia Cristina – A técnica agrícola é coordenadora do Núcleo Centro-Norte de Saúde da região de Jacobina e Irecê. Já foi secretária da Saúde de Jacobina e chegou a ocupar uma cadeira na Câmara de Vereadores. Sem partido, dialoga com o vice-governador João Leão (PP) e outros integrantes da base de Rui Costa. Conta com apoio na Câmara Municipal, além do deputado estadual Eduardo Salles (PP) e do deputado federal Afonso Florence (PT). Confirma que trabalha para ser pré-candidata.

Luciano da Locar – Eleito em 2016 com 15.716 votos. Apesar de ser aliado do prefeito de Salvador e presidente do DEM, ACM Neto, Luciano mantém uma boa relação com o governo Rui Costa. Além de afirmar que é pré-candidato, acrescenta que Leopoldo indicará o vice para sua chapa. Sua principal promessa de campanha será a reabertura do Hospital Regional Vicentina Goulart. Na Câmara Municipal, conta com 12 dos 17 vereadores. Na Câmara Federal, é apoiado pelo deputado federal Elmar Nascimento (DEM). 

Rui Macedo - Por duas vezes deputado estadual e também duas vezes prefeito de Jacobina, Rui não tem certeza sobre disputar novas eleições. Articula seu desembarque do MDB. Fato que pode definir sua participação ou não no pleito. Tem apoio de cinco aliados na Câmara de Vereadores, conta também com o deputado estadual Pedro Tavares (DEM) e diversas lideranças da comunidade jacobinense. Poderia abrir mão da pré-candidatura para apoiar outro nome.

Tiago Dias - Após dirigir por duas vezes a Associação do Povoado de Cachoeira dos Alves, o lavrador foi eleito vereador em 2012, o segundo mais votado no município na época. Reeleito em 2016, alcançou o posto de mais votado. Quando tentou uma vaga na Assembleia Legislativa, em 2018, conseguiu 14.921 votos, desse total, 11.163 eram de eleitores de Jacobina, tornando-se o candidato a deputado estadual mais votado nos últimos 30 anos na cidade. Para alçar voos mais altos, conta com a deputada estadual Alice Portugal (PCdoB) e lideranças de várias comunidades.

Foto: Robson Guedes / Jacobina Notícias