Praia do Forte recebe Circuito Open de Polo Aquático a partir desta sexta


Competição mais tradicional do país no polo aquático em águas abertas, o Circuito Open da modalidade acontece entre sexta-feira (1º) e domingo (3), na Praia do Forte. É o quarto ano seguido que o local recebe o torneio e a décima vez em praias da Bahia. Quem estiver na praia, poderá acompanhar da areia às partidas.

O evento terá a participação de 12 equipes – seis no masculino, quatro no feminino e outras duas sub-18 –, com aproximadamente 200 atletas provenientes de oito estados de diversas regiões do Brasil.

As partidas serão realizadas na sexta e sábado durante todo o dia, e no domingo pela manhã. É a oportunidade que o público terá de acompanhar uma modalidade olímpica, com muita interatividade e entretenimento. Vale ressaltar que, no último Mundial de Esportes Aquáticos, a Federação Internacional de Natação (Fina) promoveu a estreia da modalidade em águas abertas. Tradicional estado formador de talentos na maratona aquática, e referência em organização de eventos, a Bahia se consolida na organização deste tipo de evento, podendo ter o protagonismo da modalidade no país.

A competição contará com as presenças do Botafogo-RJ e do Brasília-DF, campeões no masculino e feminino, respectivamente, que chegam à Praia do Forte para brigar pelo bicampeonato.

Estará presente no evento também o head coach da seleção brasileira, Rick Azevedo que, além de ministrar uma clínica para o projeto Escolinha de Esportes Aquáticos da Sudesb, na Bonocô, que é aberto ao público, observará jovens talentos para compor o selecionado nacional.

O Circuito Open de Polo Aquático é uma realização da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) em parceria com a Federação Baiana de Desportos Aquáticos (FBDA). A competição conta com apoio do governo do estado, através da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia vinculada à Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), e também de Porto Zarpa Hotel, Praia do Forte Hostel, Turis Forte, e prefeitura de Mata de São João.

Por Matheus Caldas / FBDA