Servidor público municipal é indiciado por assédio sexual em Feira de Santana


A Polícia Civil concluiu o inquérito envolvendo o servidor público municipal Deodato Peixinho, acusado de assédio sexual. Uma mulher prestou queixa contra o servidor no dia 14 de outubro de 2019. As informações são do portal Acorda Cidade. 

Segundo a delegada Edileusa Suely, titular da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), a vítima registrou o fato e apresentou várias testemunhas. Após todos os depoimentos, a polícia chegou à conclusão de que havia fundamento na denúncia e o servidor foi indiciado. 

“Agora cabe ao Ministério Público analisar o processo e oferecer denúncia, se assim entender. Segundo os relatos das vítimas, já tem algum tempo que esses fatos vinham acontecendo. Inclusive pessoas que desistiram de trabalhar na secretaria por conta desse comportamento”, disse a delegada.  

“Ele negou todos os fatos e se sente vítima da mulher que deu início ao processo, inclusive registrou uma ocorrência acusando ela. Mas, embora o crime seja de difícil prova, pois acontece entre quatro paredes, após ouvirmos todas as vítimas e testemunhas, ficou evidenciado no curso do processo a conduta delituosa e nós não temos dúvida em relação a isso”, complementou Edileusa. 

A delegada informou ainda que apenas uma das vítimas registrou ocorrência, porém outras foram ouvidas como testemunhas e não quiseram registrar o fato, por medo da exposição.