Bahia tem sete novos casos suspeitos de coronavírus após o carnaval; Brasil tem 132


A Bahia registrou, entre os meses de janeiro e fevereiro, doze casos notificados com suspeita de infecção pelo novo coronavírus. As cidades onde os casos suspeitos foram investigados são: Camaçari, Jequié, Tucano, Itabuna, Jacaraci e Salvador. Seis deles já foram excluídos por não se enquadrarem nos critérios do Ministério da Saúde, quatro descartados após exames laboratoriais e dois ainda estão em análise.

Os dados enviados ao Jacobina Notícias foram divulgados nesta quinta-feira (27), pela Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab). Conforme a Sesab, todos os dias, ao meio-dia, o banco de dados é atualizado e trazem informações precisas sobre qualquer alteração nos casos suspeitos de coronavírus na Bahia.

Por conta do horário em que o banco de dados é atualizado, sete novos casos não entraram na lista divulgada pela Sesab após o meio-dia de hoje. Porém, o órgão emitiu nota à noite atualizando as informações.

Só nesta quinta, no primeiro dia útil após o carnaval, Salvador identificou 05 casos suspeitos, Feira de Santana 01 e Porto Seguro 01. Dos cinco casos registrados em Salvador, dois deram entrada no Hospital Geral do Estado (HGE), mas estão sendo descartados preliminarmente, por não se enquadrarem nos critérios clínicos epidemiológicos, conforme a Sesab. Os demais casos, de Feira de Santana e Porto Seguro, estão sendo investigados pelos órgãos municipais e estadual.

A Sesab reforçou ainda que o paciente com diagnóstico positivo para o novo coronavírus pode apresentar grau leve, moderado ou grave. A depender da situação clínica, o paciente pode ser atendido em um posto de saúde, sem a necessidade de seguir para um hospital. "Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar", informou a Sesab.

No entanto, os pacientes com quadros mais graves "devem ser encaminhados a um Hospital de Referência para isolamento e tratamento"

Havendo a suspeita de contaminação pelo coronavírus, duas amostras serão coletadas do paciente e encaminhadas com urgência para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). Uma das amostras será enviada para a Fiocruz, no Rio de Janeiro. Para confirmar a doença, a Secretaria da Saúde da Bahia informou que "é necessário realizar exames de biologia molecular que detecte o genoma viral".

Brasil tem 132 casos

Segundo o balanço divulgado hoje pelo Ministério da Saúde (MS), o Brasil tem 132 casos suspeitos de coronavírus. O MS alerta que houve um salto no número de casos em relação a quarta-feira, quando eram apenas 20. Mas pode ser ainda maior, pois outras 213 notificações enviadas pelos estados ainda não puderam ser analisadas pelos técnicos do Ministério da Saúde, antes do boletim divulgado hoje.

O primeiro caso positivo de coronavírus no país foi confirmado na quarta-feira. O paciente é um homem de 61 anos, que mora em São Paulo e veio da Itália. A Anvisa está a procura de outros passageiros que voaram no mesmo avião que o homem infectado.

Por Robson Guedes / Jacobina Notícias