Morre terceira pessoa infectada por coronavírus na Itália


Uma terceira pessoa contaminada pelo coronavírus, que já era diagnosticada com câncer, morreu neste domingo (23) em Crema, no norte da Itália, segundo Giullio Gallera, secretário de Sáude na região da Lombardia. 

"Trata-se de uma senhora idosa, que estava internada em estado grave no setor de oncologia e que tinha sido contaminada com o coronovírus", explicou Gallero durante uma coletiva de imprensa. 

Na Itália, o primeiro país da Europa a estabelecer uma quarentena, quase 52.000 pessoas estão em zonas de confinamento nas regiões da Lombardia e de Veneto. A primeira medida de confinamento no mundo foi anunciada em 23 de janeiro para os 11 milhões de habitantes de Wuhan, cidade na região central da China onde surgiu a epidemia.

O presidente de Veneto anunciou neste domingo a suspensão do carnaval de Veneza, que prosseguiria até terça-feira, assim como de todos os eventos esportivos na região. 

A Itália tem 132 infectados, a nação europeia com o maior número de casos, de acordo com a Proteção Civil. Duas pessoas com mais de 70 anos morreram vítimas da doença no país nos últimos dias.