Suposto assalto e moto incendiada em Jacobina; veja as duas versões para o caso


Um caso cheio de versões diferentes e de acusações entre um casal e um motociclista, intrigou as autoridades e confundiu até a imprensa de Jacobina nesta segunda-feira (10). Segundo informações levantadas pelo Jacobina Notícias, uma das versões diz que, uma mulher teria sido vítima de um suposto assalto na Avenida Luiz Alberto Dourado de Carvalho, próximo ao bairro Jacobina III, na noite deste domingo (9). Outra versão, contada pelo homem acusado de cometer o assalto, diz que ele tentou ajudar a mulher que era espancada pelo marido.

Conforme a versão contada pelo casal, durante a ação do suspeito, que estava a bordo de uma moto, o marido da vítima, que vinha logo atrás, teria percebido e jogou o carro contra o suposto meliante. O suspeito teria fugido adentrando no mato, abandonando a moto no local. 

O marido da mulher ateou fogo na motocicleta, enquanto populares filmavam a ação do homem enfurecido. O casal disse que a mulher chegou a ser agredida com um soco durante a suposta tentativa de assalto.

Segunda versão

Entretanto, para a surpresa das autoridades, o motociclista que seria o principal suspeito do 'crime', pediu socorro ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro Jacobina II. 

Na unidade, segundo uma fonte relatou ao Jacobina Notícias, o suspeito de cometer o 'assalto' contou uma versão completamente diferente da que o casal relatou. Ele disse que estava passando pelo local e viu o marido agredindo a companheira, foi quando parou e ofereceu ajuda a mulher. 

"Eu parei e disse 'moça, sobe na garupa que eu lhe dou uma carona', mas ela falou que não queria", contou o homem, explicando que foi nesse momento que o marido atingiu a moto na traseira, sacou uma arma e ainda disparou. O motociclista abandonou o veículo e fugiu, mas ainda foi baleado de raspão na mão. Depois de ser atendido na UPA, para onde também a mulher foi levada após toda confusão, ambas as partes iriam seguir para prestar queixa na Delegacia de Jacobina, com as duas versões para o caso. 

O marido da mulher nega que tenha efetuado disparos, afirmando que sequer estava armado. A moto que foi incendiada, segundo o motociclista, ele havia pegado emprestado de um amigo. O homem que foi apontado como o suspeito de cometer o assalto a mulher, mora no bairro Jacobina IV e trabalha na empresa terceirizada que presta serviços de limpeza pública em Jacobina.

O caso será investigado pela Polícia Civil.

Fonte: Jacobina Notícias