'Tá sendo difícil fazer cultura em qualquer governo, só piorou', lamenta Luís Miranda

O ator Luís Miranda lamentou o espaço dado à cultura no Brasil atualmente. Curtindo o camarote Expresso 2222 nesta terça-feira (26), ele foi questionado pelo Bahia Notícias se estava difícil trabalhar com cultura no atual governo, após sucessivas polêmicas na Secretaria Especial - agora liderada pela atriz Regina Duarte.

"Tá sendo difícil fazer cultura em qualquer governo, a gente só piorou", lamentou.

O humorista ainda comentou sobre a diferença entre a valorização da cultura agora e no momento em que ganhou mais visibilidade, após deixar a Bahia. "Eu acho que naquele momento que eu vivi a gente tinha muito mais valor do que tem hoje. E espero, de verdade, que a minha profissão de ator no estado da Bahia tenha tanta importância quanto um puxador de trio elétrico. Porque durante o ano, a gente alimenta o povo com outra coisa, que é cultura pra pensar. O Carnaval é pra expandir, se divertir. Eu queria que a Bahia também tivesse isso, porque com educação as pessoas não seriam tão violentas como às vezes são no Carnaval", sugeriu.

Luís Miranda foi citado por Sulivã Bispo, que interpreta Mainha no canal "Na Rédea Curta", como uma referência na arte. Miranda agradeceu por ser lembrado. "A ideia da história é uma coisa de percurso. Isso é caminho. Os caminhos são coisas observadas por gente que às vezes até copiam a gente e não dão crédito. Eu não me preocupo muito com isso, continuo caminhando. Mas cada vez que vejo alguém generoso, eu agradeço".

Bahia Notícias