Jacobina perde do Bahia de Feira, e fará jogo 'da vida' contra o Doce Mel


Está difícil, muito difícil, para o Jacobina sair da condição em que se encontra no Campeonato Baiano. Mesmo quando o time joga bem, encara o adversário de frente e cria boas oportunidades, chegando inclusive a dominar a partida até a metade do primeiro tempo, a vitória não vem. 

Neste domingo (8), no Estádio Professor Jodilton Souza, a popular Arena Cajueiro, em Feira de Santana, o Jacobina foi derrotado pelo Bahia de Feira, por 1 a 0, em partida válida pela 7ª rodada do Baianão. O gol que decidiu a partida foi marcado por Pelé, aos 43 minutos do primeiro tempo.

Sem conseguir demonstrar poder de reação, o Jacobina apenas assistiu, na segunda etapa, o Bahia de Feira cadenciar o jogo e administrar o resultado até o apito final. Nos minutos finais, o Jacobina ainda teve um gol anulado pela arbitragem, que assinalou um impedimento claro.

O Jegue da Chapada continua sem fazer nenhum gol com bola rolando. As duas vezes que o time balançou as redes dos adversários foram de bola parada, em cobranças de pênalti. São sete jogos até aqui, 23 pontos disputados e apenas 1 somado. O Jegue empatou uma e perdeu seis partidas. Esta é a pior campanha do Jacobina desde que o clube retomou suas atividades, há seis anos.

Jogo da vida

Na penúltima rodada do Baianão, que acontece daqui a duas semanas, no domingo (22), o Jacobina fará o "jogo da vida" contra seu principal concorrente na luta pela permanência na Série A, o Doce Mel. A partida acontecerá no estádio José Rocha, às 16h. 

Ontem, na Arena Fonte Nova, o Doce Mel empatou com o Bahia e chegou a 4 pontos. Para não ser rebaixado, o Jacobina precisa vencer o Doce Mel em casa e ir para a última rodada com o mesmo número de pontos do concorrente. Se perder para o Doce Mel, o Jegue da Chapada estará rebaixado.

Na 9ª e última rodada, o Jacobina vai à Vitória da Conquista, enfrentar o time da casa, enquanto que o Doce Mel encara o Vitória, em Salvador.

Por Robson Guedes
Jacobina Notícias - Conectando você com o mundo