Polícia Federal prende uma desembargadora e dois advogados na Bahia


A Polícia Federal deflagrou, nesta terça-feira, 24, a quinta fase da Operação Faroeste com o objetivo de desarticular possível esquema criminoso voltado à venda de decisões judiciais, por juízes e desembargadores, do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA). 

De acordo com a PF, foram cumpridos mandados de prisão temporária contra uma desembargadora da Corte baiana e contra dois advogados, sendo um deles filho e operador financeiro da magistrada. Os nomes dos alvos não foram divulgados pela corporação.

Os crimes investigados, além de corrupção ativa e passiva, são lavagem de ativos, evasão de divisas, organização criminosa e tráfico influência.

A nova etapa foi autorizada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), que expediu também oito mandados de busca e apreensão nas cidades de Salvador e Mata de São João, na Bahia, e Rondonópolis, no Mato Grosso.