Prefeito de Miguel Calmon pede que Jacobina reveja reabertura do comércio na segunda

O prefeito de Jacobina Luciano Pinheiro, em entrevista a uma emissora de rádio local, informou que o comércio da cidade será reaberto nesta segunda-feira, 30, com algumas restrições. O anúncio provocou insatisfação em alguns de seus colegas, gestores das cidades vizinhas, uma vez que esta será a única da região a sair do isolamento total.

Em um áudio que circula nas redes sociais, o prefeito de Miguel Calmon, distante cerca de 35 km de Jacobina, José Ricardo (Caca), conta em entrevista que todos os prefeitos da região entraram em contato com Luciano para solicitar que ele reveja a decisão de reabrir o comércio já nesta segunda. "Se Jacobina reabre o comércio, naturalmente todos os carros de lotação de nossas cidades voltarão a funcionar, indo de encontro ao que solicitou o governador. Então nós fizemos um apelo a Luciano ontem, que não era justo o comércio da região fechado e o de Jacobina, que já é pujante e que já absorve a economia dos nossos municípios, irá ainda mais transferir os nossos recursos para lá, empobrecendo mais ainda o nosso povo e, com certeza, trazendo as mazelas de lá para cá, que é o coronavírus" disse Caca dizendo que com isso Jacobina não está sendo justa com as cidades vizinhas.

Caca diz ainda que Luciano ficou de analisar o apelo feito pelos demais gestores "Ele precisa ouvir a parte técnica, uma vez que não tenha o conhecimento específico para saber o perigo que estamos expostos". O prefeito Caca disse ainda que, apesar da barreira montada por Jacobina, na entrada da cidade, adentrou o município sem ser parado e sua temperatura aferida, e que quando retornou às 18h não havia mais barreira. "Em Miguel Calmon a gente dobra as noites com essas barreiras, conseguindo até encontrar um caso de um condutor com 38,5 º de febre, que estava vindo de Salvador para fazer um trabalho aqui, para o governo do estado, e nós não permitimos a entrada. Então esperamos que Jacobina atenda o nosso pedido, pois não é justo que ela absorva toda a nossa economia neste momento de crise" contou. 

Uma reunião entre representantes dos setores que geram economia, Secretaria de Saúde  e o prefeito de Miguel Calmon foi realizada, aonde todos levaram uma proposta de também reabertura do comércio, com restrições e seguindo as recomendações da Secretaria de Saúde, mas Caca deixou claro que continuará mantendo o decreto.

Por Igor Fagner / Jacobina Notícias - Conectando você com o mundo