Estudo aponta 74 cidades baianas com risco de possível registro de Covid-19

Municípios listados são cortados por rodovias federais ou são muito próximos de cidades onde já há registros

Um mapeamento independente feito por três pesquisadores baianos aponta que 74 cidades da Bahia que ainda não registraram casos de Covid-19 têm risco acentuado de apresentar ocorrências da doença. Dos 417 municípios do estado, 47 deles tiveram vítimas infectadas, segundo dados mais recentes da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab). Se essas 74 cidades que ainda não tiveram casos vierem a registrar ocorrências nas próximas semanas, estima-se que, em breve, a Bahia pode chegar a 122 municípios afetados pela doença. 

Embora o estudo não faça uma previsão temporal de quando isso ocorrerá, o geógrafo Kaique Brito Silva, um dos autores do mapeamento, diz que a quantidade de casos no estado tem dobrado, em média, a cada três dias e que, sendo assim, é possível que o número de cidades atingidas pela Covid-19 possa crescer já nos próximos 15 dias. Até esta segunda-feira (6), a Bahia tinha 436 casos confirmados de infecção, com 11 mortes.

Para determinar o risco, o estudo feito pelos cientistas vinculados à Unicamp, Ufba e UFS, leva em conta a existência de rodovias, portos, aeroportos e ferrovias nas cidades — locais de forte circulação de pessoas e que constituem cenário propício de contaminação. 

“A propagação do vírus tem alguns padrões relacionados ao deslocamento e o destaque maior é nas rodovias federais porque o grande fluxo de pessoas no estado da Bahia é através delas. A Bahia é o principal estado de transição entre Nordeste e Sudeste, então imagine que se as pessoas contaminadas de São Paulo estão resolvendo voltar para suas casas no Nordeste, elas vão passar por aqui”, explica o geógrafo, doutorando da Unicamp. 

Finalizada em 2 de abril, a pesquisa identificava inicialmente 91 cidades na iminência de registrar novos casos, incluindo neste total algumas que já tinham ocorrências, como Salvador, Feira de Santana, Porto Seguro, entre outras. Cinco dias após o estudo, 12 novos municípios passaram a integrar a lista de locais com confirmações de contaminação. Foram eles: Adustina, Belmonte, Coaraci, Dias D’Ávila, Gandu, Ibotirama, Itapetinga, Palmeiras, Santa Cruz Cabrália, Simões Filho, Utinga e Uruçuca.

Confira a lista com as 74 cidades

ANGICAL
ANTÔNIO CARDOSO
ARACI
ARAMARI
ARATACA
AURELINO LEAL
BOA NOVA
BREJOLÂNDIA
BREJÕES
BROTAS DE MACAÚBAS
BUERAREMA
CAMACAN
CÂNDIDO SALES
CARAVELAS
CATOLÂNDIA
CONCEIÇÃO DA FEIRA
CONCEIÇÃO DO ALMEIDA
CORAÇÃO DE MARIA
CRISTÓPOLIS
CRUZ DAS ALMAS
ENCRUZILHADA
ENTRE RIOS
ESPLANADA
EUNÁPOLIS
GOVERNADOR MANGABEIRA
IBIRAPITANGA
IBIRAPUÃ
IBOTIRAMA
IRAJUBA
ITABELA
ITACARÉ
ITAGIMIRIM
ITAMARAJU
ITAPEBI
JAGUAQUARA
LAMARÃO
LENÇÓIS
LUÍS EDUARDO MAGALHÃES
MANOEL VITORINO
MARAÚ
MASCOTE
MUCURI
MUQUÉM DE SÃO FRANCISCO
MURITIBA
NOVA ITARANA

NOVA VIÇOSA
OLIVEIRA DOS BREJINHOS
PEDRÃO
PLANALTO
POÇÕES
PRESIDENTE TANCREDO NEVES
RAFAEL JAMBEIRO
RIBEIRA DO POMBAL
RIO REAL
SANTA BÁRBARA
SANTA INÊS
SANTA LUZIA
SANTA TERESINHA
SANTANÓPOLIS
SANTO ANTÔNIO DE JESUS
SANTO ESTÊVÃO
SÃO GONÇALO DOS CAMPOS
SÃO JOSÉ DA VITÓRIA
SAPEAÇU
SEABRA
SERRINHA
SÃO FÉLIX
TEOLÂNDIA
TEODORO SAMPAIO
TEOFILÂNDIA
TUCANO
UBAITABA
VALENÇA
WENCESLAU GUIMARÃES

As informações são do Correio 24 Horas