Polícia Civil de Jacobina prende cinco e apreende arma e drogas na Caixa D'água


Policiais civis da Coordenadoria e  Delegacia Territorial de Jacobina, deflagraram, nos dias 27 e 28 de abril, uma operação contra o tráfico de drogas no município. Os alvos iniciais foram dois pontos de comercialização do entorpecente localizados nas ruas Laranjeira e Tamarindo, no bairro da Caixa D'água.

Após fazer o levantamento da movimentação do suspeitos, os investigadores chegaram na casa de nº 50, na Rua da Laranjeira, e prenderam em flagrante delito uma mulher que já era investigada, identificada pelas iniciais A.P.J.G. Ela já responde por tráfico de drogas. Também foi preso um homem identificado pela iniciais R.S.R. Com eles, os policiais encontraram uma cerca quantidade crack, cocaína, R$ 100,00 e papel alumínio para a embalagem da droga. Quatro usuários que estavam comprando o entorpecente no momento do flagrante foram conduzidos à delegacia para serem ouvidos.

Polícia Civil em ação novamente
    
Em uma segunda ação, deflagrada no dia 28 de abril, na Rua do Tamarindo, precisamente na casa de nº 86, os investigadores prenderam em flagrante delito uma mulher identificada pela iniciais L.T.G.D, um homem de iniciais D.V.A.R. e um terceiro identificado como J.S.MS. Os dois primeiros já respondem por tráfico de drogas e o terceiro detido tinha em seu desfavor um mandado de prisão preventiva decretada pela justiça local. Ele é acusado de cometer um homicídio há cerca de um mês no bairro da Caeira, em Jacobina.

Na residência, os policiais encontraram 22 porções de maconha prensada, embalada em papel alumínio, 650  gramas de maconha prensada, uma pequena quantidade de cocaína, 01 balança de precisão, 01 rolo de papel alumínio e uma máscara do palhaço 'Coringa', geralmente usada em assaltos Continuando a revista, os policiais encontraram em uma mala pertencente a L.T.G.D cerca de 2 quilos de maconha e, no telhado da casa, um revolver calibre 38 com numeração raspada e 4 munições intactas.
             
Segundo o delegado coordenador da 16ª Coorpin, Dr. Eduardo Brito, "defender diuturnamente as investigações no combate ao tráfico de drogas e a meta, sendo que esse crime e o que colabora com os outros delitos principalmente os homicídios, e mesmo com todo esse problema de saúde pública o trabalho policial continua sem interrupções".

O delegado titular de Jacobina, Dr. Wagner Marinho, destacou que "a delegacia fez adaptações para o atendimento ao público, mas as investigações e o trabalho policial e inquisitório continuam diuturnamente, além do plantão policial ativo 24 horas, com o foco do combate ao crime e a proteção da sociedade".

Os presos foram autuados pelos delegados Wagner Marinho e Tarcísio Tulio Dantas. Eles foram enquadrados na lei 11. 343, tráfico de drogas, e ainda responderão por associação e posse ilegal de arma de fogo. Todos os suspeitos estão custodiados no Complexo Policial de Jacobina, à disposição da Justiça.

Por conta da Lei de Abuso de Autoridade, aprovada no Congresso Nacional e sancionada pelo presidente da República, as polícias não podem mais divulgar nomes completos e imagens dos suspeitos presos.

Com informações da 16ª Coorpin / Redação Jacobina Notícais