Agente de endemias morre com Covid-19 em Salvador


Morreu mais um agente de endemias com a Covid-19 em Salvador. Tânia Regina Pereira dos Santos trabalhava desde 2008 na secretaria municipal de Saúde. Não foi divulgada a idade dela. De acordo com a SMS, Tânia foi atendida na UPA dos Barris no dia 23 de maio. Em seguida, ela foi regulada para o Hospital do Subúrbio.

Ainda segundo a SMS, a agente de endemias estava bem até a última terça-feira (2), se alimentando e usando máscaras de oxigênio. Na quarta-feira (3), Tânia piorou, foi entubada e foi a óbito na quinta-feira (4) à noite. A secretaria não informou se Tânia tinha alguma comorbidade.

Não há detalhes sobre o sepultamento da agente de endemias. O Sindicato de Agentes Comunitários e de Agentes de Combate as Endemias da Bahia (Sindacs) emitiu nota de pesar sobre o falecimento. Tânia atuava no distrito sanitário do Centro Histórico.

De acordo com o boletim da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) divulgado neste domingo (7), 38 agentes de combate a endemias e 86 agentes comunitários de saúde estão infectados com o coronavírus na Bahia.

Outros casos

A primeira morte de agente de endemias registrada em Salvador foi a de Jacome Eduardo Brito, de 55 anos. Ele era asmático e estava internado em um hospital da rede particular desde o dia 15 de maio. Jacome morreu no dia 26 de maio.

A segunda morte foi de Janete Oliveira Santos, de 39 anos, e também trabalhava na linha de frente do combate ao coronavírus. Ela era hipertensa e também trabalhava como agente de endemia desde 2008.