Falha em sistema faz Bahia registrar 'apenas' 650 casos de covid-19 em 24h

Subnotificação também aconteceu em outros estados. Agora, Bahia tem 41.577 infectados e 1.263 mortes

Segundo boletim divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), na tarde desta quinta-feira (18), uma falha na plataforma e-Sus, do Ministério da Saúde, causou uma queda nas notificações oficiais da covid-19 em todo o Brasil. Por isso, nas últimas 24 horas, a Bahia registrou “apenas” 650 novos casos da doença. 

O número é considerado baixo em comparação aos dados divulgados no final da tarde de quarta (17) e terça-feira (16), quando foram contabilizados 1.720 e 1.587 novos casos, respectivamente.

O estado agora chegou a 41.577 casos confirmados do novo coronavírus, com 41 óbitos e 465 curados nas últimas 24 horas. O total de mortes é de 1.263 desde o início da pandemia. Na Bahia, 5.730 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. 

Mesmo com a subnotificação, a Bahia apresenta um crescimento de 1.6% de casos novos, 3.4% na quantidade de óbitos e 2.6% de pacientes curados. Dos 357 municípios atingidos pelo vírus, Salvador ainda lidera como a cidade com o maior número de contaminados, com  22.634 (54,44%).

Os municípios com maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 de habitantes Ipiaú (11.095,85), Itajuípe (9.955,59), Uruçuca (9.747,06), São José da Vitória (8.661,83) e Salvador (7.634,18).

No boletim epidemiológico, ainda é possível contabilizar 80.953 casos descartados e 91.138 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira (18).

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 2.116 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.244 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 59% 

No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 868 leitos exclusivos para o coronavírus, 650 possuem pacientes internados - o que representa uma taxa de ocupação de 75%.

Correio da Bahia